Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Thammy Miranda estreia no teatro no papel de um surfista

Thammy, que não surfa, vai fazer algumas mudanças no visual

Thammy Miranda estreia no teatro no papel de um surfista
Thammy Miranda | Reprodução
Compartilhe

Thammy Miranda atuou pela primeira vez em “Salve Jorge” como uma policial. O artista ainda não tinha passado pela cirurgia de readequação de gênero, com a retirada dos seios. Quase dois anos depois, o filho de Gretchen faz sua estreia no teatro com um personagem masculino. Em “Trans - Terapia de relacionamentos amorosos neuróticos sexuais”, ele será Ricardo, um surfista. “Sempre gostei muito de atuar. Já tinha recebido o convite para outras peças, mas nada que me fizesse querer estar no palco. Dessa vez, me pegou”, conta.

A estreia está prevista para o dia 31 de maio, no Teatro Glaucio Gil, no Rio de Janeiro. Até lá, Thammy não terá descanso. “Estamos ensaiando sem parar, com um coach também”, diz ele, que vai ter a companhia de Andressa Ferreira, sua namorada, em cena. “Ela será uma psicóloga. A peça é moderna, fala de um momento muito parecido com o que estou vivendo. Tenho certeza que as pessoas vão se divertir com a gente”.

Para o papel de Ricardo, Thammy, que não surfa, vai fazer algumas mudanças no visual. “Acho que algo meio loiro e vou ter que pegar muito sol”, planeja o ator, que não teme as críticas: “Tenho certeza que vão me achar bom em cena”.

A autoconfiança de Thammy não é de agora. Afinal, desde que decidiu dizer todas as suas verdades sobre a transgenia e se transformou fisicamente, ele teve que ouvir e ver todo o tipo de piada, muitas vezes agressivas. “Quantro aos memes, confesso, acho bem divertidos e uns são muito inteligentes. Agora, é cada comentário...”, observa ele, que já pensou em processar seus detratores ou “haters”: “A burocracia é tanta que muitas vezes a gente desiste. Mas da próxima vez, vou até o fim se me sentir agredido”.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar