No carnaval, mulheres desfilaram de peito aberto nos blocos

Folionas de “peito aberto” estão presentes em muito mais cortejos.

Cada corpo, suas regras. A máxima varreu como uma onda o carnaval de rua, em que as mulheres têm provado que se divertir com liberdade é fundamental. E aí vale se fantasiar do que quiser ou mesmo não vestir nada. No ano passado, as meninas começaram a deixar os seios à mostra nos blocos mais alternativos.

Mas, agora, as folionas de “peito aberto” estão presentes em muito mais cortejos, seja de manhã ou à noite. Algumas se enfeitam com pintura corporal; outras, tapam apenas os bicos dos seios com brilhos. Há também quem só jogue uma purpurina e pronto. Por mais belas que estejam, tudo é uma questão de atitude.

A cantora Sofia Kern, de 29 anos, mostrou a sua garra no desfile do Amigos da Onça. Pernalta, foi com o corpo maquiado de girafa. "Carnaval para mim é felicidade de amar e liberdade de se divertir do jeito que a gente quiser", disparou. 

Antenada com o empoderamento feminino, a banda do Amigos da Onça prepara sua nova marchinha: “tira biquíni/bota biquíni/E faz topless..”. A atriz Marina Ribeiro, de 27 anos, saiu às ruas com asas de arara e os mamilos “fantasiados”.

"A primeira vez que eu fiz topless foi no ano passado. Uma das coisas que eu acho mais maravilhosas é a liberdade de colocar o corpo à mostra", ressaltou ela, dizendo que nem todos os homens, infelizmente, encaram a cena com o respeito devido.

"Um homem me perturbou no bloco, me tocou. Uma amiga bateu nele", disse. 


Fonte: Com informações do OGlobo