Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais retoma atividades nesta quinta

Público poderá conferir concerto em um espaço que segue todas as medidas de prevenção contra o coronavírus

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais retoma atividades nesta quinta
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais em foto de arquivo | filarmonica.art.br
Compartilhe

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais em foto de arquivo. Crédito: filarmonica.art.br 

Preparem os ouvidos e as palmas que uma das mais importantes orquestras do país está retomando às suas atividades. A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais voltará aos palcos nesta quinta-feira (05.10), após sete meses sem apresentação presencial ao público devido à pandemia do novo coronavírus. O retorno ocorre obedecendo o protocolo de segurança sanitária desenvolvido pelo Instituto Cultural Filarmônica, que adequa o espaço das apresentações às medidas preventivas à Covid-19.

Neste recomeço, os instrumentistas receberão o público que adquiriu anteriormente o pacote de ingressos. Quem não comprou ingressos poderá assistir à apresentação no canal da Orquestra no youtube, a partir das 20h30. No repertório do concerto Maratona Beethoven estão clássicos de um dos mais influentes compositores da música clássica, Ludwing Van Beethoven: Marcha Zapfenstreich, Música para um balé de cavaleiros e a Sinfonia nº 6 em Fá maior.

Apoiada pelo Ministério do Turismo, a Maratona Beethoven foi criada em agosto, para substituir apresentações suspensas desde o final de março e compreende concertos que exploram tanto a obra camerística quanto sinfônica do grande gênio da música universal. O formato da Maratona permite à Filarmônica ocupar a Sala Minas Gerais gradualmente, com a segurança necessária contra a Covid-19 para músicos, equipe técnica e público.

A ORQUESTRA – Fundada em 2008, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais tornou-se referência no Brasil e no mundo por sua excelência artística. Conduzida pelo seu diretor artístico e regente titular, Fabio Mechetti, a Orquestra é composta por 90 músicos de todas as partes do Brasil, Europa, Ásia e das Américas.

O grupo recebeu numerosas menções e prêmios, entre eles o Grande Prêmio da Revista Concerto, em 2015; o Prêmio Carlos Gomes de Melhor Orquestra Brasileira em 2012; e foi indicada como Melhor Grupo de Música Clássica do Ano pela Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA), em 2010. O CD Almeida Prado - obras para piano e orquestra, com Fabio Mechetti e Sonia Rubinsky, lançado neste ano pelo selo internacional Naxos, em parceria com o Itamaraty, está indicado ao Grammy Latino 2020. (Por Victor Maciel/MTur)



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar