Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Thiago Lacerda assume: “Ser casado é difícil pra caramba”

Casado com atriz Vanessa Lóes, ator falou sobre dificuldades em uma relação.

Compartilhe

Thiago Lacerda e Vanessa Lóes podem até ser exemplo de bom casal feliz. Mas o casamento dos atores não é só um mar de rosas.


Thiago Lacerda assume: ?Ser casado é difícil pra caramba?

Quem deu esta declaração foi o próprio Lacerda. Segundo o jornal O Dia, o ator, que está em cartaz com Hamlet no teatro, em São Paulo, com direção de Ron Daniel, disse que não há personagem mais difícil do que ser casado.

? Ser casado é difícil pra caramba, com atriz ou não atriz. Não tem personagem que seja mais difícil do que permanecer casado (risos). O casamento é uma grande arte, um desafio gigante, é um prazer enorme, mas também um esforço de entrega e doação. Tem que se enxergar, e se encaixar: quando não está legal você cede, quando está bacana você cobra. E essa ginástica é muito, muito, muito difícil. Com atriz ou não atriz.

Lacerda e Vanessa estão juntos há 10 anos e são pais de Gael, de cinco anos, e Cora, de dois anos. O ator ainda falou sobre a privacidade da família. Ele tenta manter os holofotes longe do seu trio.

? Sempre tive a certeza de que deveria preservar a minha família. O Thiago Lacerda é uma figura projetada pelo imaginário coletivo. Algumas pessoas acham que sou legal, outras acham que sou um babaca arrogante. Alguns acham que sou bom ator, outros me acham um canastrão. Quem lida comigo, minha mulher e meus amigos, sabem quem eu sou e os defeitos que eu tenho.

Atualmente, Lacerda raspou os cabelos de forma aleatória e deixou ?buracos? para viver Hamlet. A intenção era dar um ar de ?leproso?, já que Hamlet se mutila, de acordo com o ator.

Sobre o rótulo de galã da TV, Lacerda rebateu que esteja em cartaz com a obra de William Shakespeare para quebrar esse estigma.

? Esse rótulo me foi posto de forma quase involuntária e irreversível. Nunca fiz o meu trabalho com essa ideia, ou não teria feito Calígula [peça de 2010] ou Jesus (em A Paixão de Cristo, em 2011]. O que interessa são grandes personagens e os grandes personagens nem sempre são cheirosinhos.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar