Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Tsunami devasta Samoa e deixa cerca de cem mortos

Os sobreviventes fugiram rapidamente para as partes mais altas das ilhas

Tsunami devasta Samoa e deixa cerca de cem mortos
Tsunami devasta Samoa | Divulgação
Compartilhe

Um forte terremoto no sul do oceano Pacífico causou um tsunami na costa das ilhas de Samoa e Samoa Americana alagando vilas e arrastando carros e pessoas. O tsunami deixou cerca de cem mortos e dezenas de desaparecidos e levou os Estados Unidos e a União Europeia a enviar ajuda de emergência.





Os sobreviventes fugiram rapidamente para as partes mais altas das ilhas e permaneceram praticamente isolados por horas após o terremoto com magnitude entre 8,0 e 8,3 atingir o oceano Pacífico, às 6h48 desta terça-feira (14h48 em Brasília), a 32 km de profundidade e a 190 km da Samoa Americana e 200 km de Samoa.

O Centro de Alerta para Tsunamis do Pacífico lançou alerta e pouco depois ondas gigantes atingiram Samoa, o território dos EUA Samoa Americana e as ilhas de Tonga. O alerta de um tsunami devastador foi cancelado cerca de três horas e meia depois.

A Agência Meteorológica do Japão chegou a emitir um alerta de tsunami de 50 centímetros para a costa leste do país, mas cancelou no início desta manhã.

O número de mortos ainda é incerto. Com o trabalho dificultado por falta de energia elétrica e comunicações, as autoridades se esforçam para avaliar os danos.

Segundo a agência de notícias France Presse, que cita autoridades locais, as vítimas somam 84 em Samoa, ao menos 22 em Samoa Americana e outras sete nas ilhas Tonga.

Os sinais de devastação são visíveis por toda a região, com um enorme navio à beira de uma estrada e inundações que cobriram casas e carros.

O comissário europeu para o desenvolvimento, Karel De Gucht, afirmou que a União Europeia (UE) está disposta a ajudar as vítimas do tsunami. "A Comissão Europeia e sua Agência de Ajuda Humanitária acompanham a situação caso seja necessária uma ajuda internacional de urgência", disse De Gucht, em comunicado.

Já o presidente americano, Barack Obama, declarou zona catastrófica no território de Samoa Americana.

"A decisão do presidente permite pôr ajudas federais à disposição dos afetados no território americano de Samoa", informou o responsável da Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema), Craig Fugate.

Fugate nomeou a Kenneth Tingman coordenador federal para as operações de resgate na área afetada, segundo um comunicado divulgado na site da Fema.

A Fema, que ativou seu Centro de Coordenação Nacional para responder à emergência, já preparou o envio de provisões necessárias para a população afetada que incluem material de primeira necessidade e sanitário.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, na região se registraram até treze réplicas sísmicas com uma magnitude superior aos cinco graus.

"Foi muito rápido. A vila inteira foi destruída", disse Ansell à Rádio Nacional da Nova Zelândia, de uma colina perto da capital de Samoa. "Não há uma construção de pé. Nós todos subimos as colinas, e um dos nossos acompanhantes está com uma perna quebrada. As pessoas vão passar grande necessidade por aqui."

A capital samoana ficou praticamente deserta após o tsunami, com escolas e empresas fechadas. A imprensa local informou que havia relatos de alguns deslizamentos de terra na região Solosolo, na ilha de Upolu e danos às plantações na zona rural em tono de Apia.

Mike Reynolds, superintendente do Parque Nacional da Samoa Americana, disse a meios de comunicação locais que quatro ondas de 4,5 metros a 6 metros avançaram cerca de 1,6 km terra adentro. Holly Bundock, porta-voz do Serviço Nacional de Parques da região Oeste do Pacífico, em Oakland, Califórnia, disse que Reynolds informou que o centro de visitantes do parque e os escritórios pareciam ter sido destruídos.

O Parque Nacional da Samoa Americana é o único parque nacional americano ao sul do equador, uma vasta paisagem de recifes, praias, as florestas tropicais e animais selvagens, como tartarugas marinhas e raposas-voadoras, um tipo de morcego.

Equipes de resgate encontraram um cenário de destruição e carros virados ou presos na lama, e pedras caídas em algumas estradas. Vários estudantes foram vistos saqueando a loja de conveniência de um posto de gasolina.

As ilhas Cook e a vizinha Niue também entraram em alerta, mas não houve relatos imediatos de danos em ambas. Dezenas de milhares de pessoas vivem ao nível do mar nessa região.

Tragédia

O especialista em tsunami Brian Atwater, do Serviço Meteorológico dos EUA, em Seattle, disse que o terremoto e o tsunami que atingiram Samoa foram grandes, mas não na mesma escala da grande tragédia de 26 de dezembro de 2004, quando um sismo de 9 graus gerou um tsunami que atingiu cerca de dez países banhados pelo oceano Índico, matando 226 mil pessoas, 170 mil delas na Indonésia.

O terremoto de 2004 foi pelo menos 10 vezes mais forte do que o desta terça-feira, disse o especialista, explicando que se tratam também de tipos diferentes de tremores.

O tsunami atingiu Samoa cerca de 25 minutos depois do terremoto, intervalo semelhante ao registrado em 2004, disse Atwater. A grande diferença é que havia mais pessoas em risco na Indonésia e nos outros países costeiros no oceano Índico do que em Samoa.

A Samoa Americana é um pequeno território dos EUA que fica no meio do caminho entre o Estado americano do Havaí e da Nova Zelândia, com uma população de 65 mil habitantes. A Samoa é um Estado independente, antigamente conhecido como Samoa Ocidental. Tem uma população de cerca de 220 mil habitantes e se tornou independente da Nova Zelândia em 1962.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar