Argentino entra em coma horas após nocaute que matou ex-UFC

Boxeador argentino está em coma e respira por aparelhos

O pugilista Saúl "El Indio" Peralta, de 27 anos, está em coma após ser derrotado por nocaute técnico pelo rival Elías Araujo em uma luta de boxe da divisão dos meio-médios no sábado passado. O atleta está internado no Hospital de Emergencias Clemente Álvarez de Rosario, em Santa Fé, na Argentina. O incidente ocorreu no mesmo fim de semana em que Tim Hague, ex-lutador do UFC, faleceu. Sua morte aconteceu menos de 48 horas depois de sofrer um nocaute numa luta de boxe na última sexta-feira em Edmonton, no Canadá, contra Adam Braidwood.

Segundo a esposa do boxeador, Claudia Salinas, seu estado é grave, e ele conta com a ajuda de aparelhos para respirar. No confronto, Peralta, que tem cartel de nove vitórias - todas por nocaute- e seis derrotas em 15 lutas, foi derrubado no sexto round. A partir daquele momento, parecia não estar em plena consciência. Entretanto, nem sua equipe, nem o árbitro pediram a paralisação do duelo. O invicto Araújo - agora 16 vitórias em 16 lutas, sendo 7 nocautes - então disparou outros golpes, e "El Indio" foi ao chão.

Americano demonstra evolução e é retirado de coma induzido

O peso-pena americano Daniel Franco, que está internado em um hospital da cidade de Sloan, em Iowa, Estados Unidos, foi retirado de um coma induzido. O boxeador sofreu duas hemorragias cerebrais depois de ser nocauteado pelo compatriota Jose Haro no fim de semana retrasado. A luta valia o cinturão da USBA da categoria. A informação foi dada à imprensa pelo pai do lutador, Al Franco.

Nocauteado no oitavo round, Franco foi removido a um hospital logo depois da luta. Natural da Califórnia, ele passou por duas cirurgias de emergência antes de ser colocado em coma induzido. Daniel Franco teve todos os tubos removidos de sua cabeça a partir da última sexta-feira, o que significa que não há mais sangue em seu cérebro. Os médicos reduziram os medicamentos para tirá-lo do estado de coma induzido.

- Ele fez dois joinhas com os dedos quando perguntado se podia nos ouvir - disse Al Franco na página criada na internet para arrecadar verba para o tratamento do lutador, que, em nove dias, conseguiu mais de US$ 40 mil (o objetivo inicial era US$ 1 mil).


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com