Ataque do Flu não funciona e Grêmio vence com bola parada

A próxima chance é no domingo contra o Flamengo.

No duelo dos ataques velozes dos tricolores, o Grêmio levou a melhor sobre o Fluminense no Maracanã na bola parada, colou no Corinthians na liderança e fez o time carioca chegar ao terceiro jogo sem vitória e cair para a nona posição. A derrota do time de Abel Braga nesta quinta-feira saiu de cobranças de falta do lateral Edilson e do atacante Luan, uma em cada tempo. Em jogo aberto com alternância de domínio, o Fluminense até teve mais volume, mas não finalizou com qualidade e pontaria.

Protagonista da última semana por conta da negociação com o Palmeiras, o atacante Richarllison chegou a marcar o gol de empate no primeiro tempo, mas estava impedido e o árbitro anulou corretamente. O outro atacante badalado pelos últimos jogos, Henrique Dourado pouco apareceu. Assim, o Fluminense criou com Wendel e Scarpa mas não concluiu bem.

A próxima chance é no domingo contra o Flamengo, no Maracanã. Com dez pontos, o Tricolor se afasta ainda mais do G4.


O time de Renato Gaúcho ignorou o fator casa e pressionou o Fluminense. O gol de Edilson aos oito minutos complicou a vida dos donos da casa. Apesar disso, a equipe reagiu e agrediu os gaúchos com progressão do lado esquerdo para o meio, sempre passando por Scarpa. O meia, no entanto, não viveu noite brilhante.

O jovem Wendel se desdobrava para fazer frente ao meio-campo veloz e técnico do Grêmio e ainda chegar na frente. Conseguiu, mas na hora de servir aos atacantes faltou passe. As reclamações de pênalti em faltas e toque na mão não se justificaram.

A reação do Fluminense não foi suficiente para empurrar o Grêmio para trás. Assim, de novo de bola parada, Luan ampliou de falta e deu fim à esperança do tricolor carioca.

Fonte: Com informações do Jornal Extra