Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Austeridade financeira x tempo: Vasco corre por um 2020 melhor

Renovação de Vanderlei Luxemburgo e início das contratações passam pela capacidade que o clube terá de demonstrar rapidamente que terá nova realidade monetária em 2020.

Compartilhe
Google Whatsapp

O Vasco fez um feito que nenhum outro time tem: o maior número de sócios torcedores. A grande estrela do Vasco de 2019 foi Vanderlei Luxemburgo. Foi sob o comando do treinador de 67 anos que o Cruz-Maltino arrancou do fundo da tabela do Campeonato Brasileiro e chegou a sonhar com uma vaga na Copa Libertadores da América. Agora, o clube de São Januário começa a pensar na próxima temporada, e tem o lado financeiro como um fator importante para o patamar que deseja e conseguirá. Tudo se desenrolando nos próximos dias.

REUTERS/Amanda Perobelli/Direitos Reservado.

Luxemburgo e os jogadores demonstraram compreensão com os prazos para pagamento dos vencimentos atrasados dado pelo presidente do clube, Alexandre Campello. Mas nada disso deve passar do início da semana que vem, quando o mandatário planeja quitar o que o clube ainda deve, e não é pouco. Mas é o básico para a renovação do treinador e muito relevantes para as extensões dos vínculos de Henríquez e Guarín.

Os colombianos são os únicos titulares que ficam sem clube ao fim deste dezembro. Richard, por exemplo, está emprestado pelo Corinthians e depende do aval de Tiago Nunes, novo treinador do clube paulista, para saber se será ou não utilizado. Tudo isso, contudo, vai depender do tamanho do aporte que o Cruz-Maltino terá para 2020 e quanto disso já se provará nas duas próximas semanas.

Até porque, para permanecer, Luxemburgo quer, minimamente, o cumprimento do prometido. Caso ele não fique, a rota terá de ser revista. Mas o clube já planejava investimento cerca de 20% maior para o departamento de futebol do que foi em 2019. Os milhões de reais garantidos pelos quase 180 mil torcedores que se tornaram sócios nas duas últimas semanas aumentam a capacidade do clube, e Campello prometeu que tal recurso terá o futebol como destino.

Este movimento da torcida agitou o mercado. A loja de departamentos Havan é uma que tem reunião para possivelmente patrocinar o Vasco - o site Diário do Rio é que noticiou primeiramente. Coincidência ou não, na tarde desta segunda-feira, o banco BMG, patrocinador máster do Vasco, divulgou que, além de completar a segunda fase de obras do CT - anunciado no último domingo - irá injetar R$ 500 mil para a etapa seguinte.

O LANCE! apurou que o contrato cruz-maltino junto ao banco mineiro permite que a logomarca seja deslocada para outros espaços da camisa. Deste modo, o clube pode somar as arrecadações mesmo que mude a empresa que estampa o espaço principal do uniforme.

A diretoria do Vasco corre contra o tempo. Quitar o devido no clube e demonstrar poderio financeiro rapidamente é importante para que o time consiga manter quem deseja e saia na frente por reforços que, de fato, elevem o patamar. Historicamente, quanto mais tarde se consegue ir ao mercado, menor a possibilidade de escolha.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se