Bandidos invadem CT do Fluminense e trocam tiros com a polícia

Segundo o clube, um dos bandidos foi preso

Os funcionários que trabalham no Centro de Treinamento do Fluminense, na Barra da Tijuca, passaram por momentos de tensão nesta sexta-feira quando bandidos invadiram o local para um assalto e trocaram tiros com a polícia. Dois seguranças ficaram feridos. Eles foram levados para atendimento no hospital e passam bem. Segundo o clube, um dos bandidos foi preso. A polícia foi acionada assim que a invasão ocorreu e nada foi roubado. Confira a nota oficial do Fluminense:

Image title

"O Centro de Treinamento Pedro Antonio Ribeiro da Silva sofreu uma invasão no fim da tarde desta sexta-feira por bandidos armados - não foi possível precisar quantos eram. Eles renderam os dois seguranças que estavam no local e os agrediram. Como o CT é todo monitorado por câmeras, rapidamente a polícia foi acionada. Ao chegar no local, houve troca de tiros e um dos bandidos foi preso. Os seguranças feridos foram levados ao Hospital Lourenço Jorge. Eles estão bem, fora de perigo. Nada de mais grave aconteceu. Os bandidos não conseguiram levar nada do CT. Todas as medidas estão sendo tomadas e o Fluminense conta com o apoio e todo o empenho do poder público para que incidentes como este não voltem mais a ocorrer".

Esta não é a primeira vez que o local sofre com invasão. Em maio, quando o Centro de Treinamentos ainda não havia sido inaugurado, bandidos entraram durante a madrugada e roubaram 10.200 camisas. As peças, usadas para arrecadar dinheiro para financiamento da obra, foram avaliadas pela polícia em R$ 2 milhões.

Como o CT é localizado próximo a Cidade de Deus, os funcionários do clube e os que trabalham na obra também passaram por momentos de tensão em novembro, quando a localidade conviveu com constantes tiroteios entre policiais e traficantes.

Fonte: Com informações do Jornal Extra