Barcelona recebe R$ 821 milhões e Neymar é do PSG

A Liga Espanhola havia se negado a receber o dinheiro

O último entrave para Neymar se tornar jogador do PSG está superado. Horas depois de a Liga Espanhola se negar a receber da cláusula de rescisão de 222 milhões de euros (R$ 821 milhões), os representantes do jogador e do clube francês fizeram o pagamento diretamente ao Barcelona.

Juan de Dios Crespo, o mesmo advogado especializado em direito esportivo que esteve na sede de LaLiga mais cedo, acompanhado de representantes de Neymar, foram ao Camp Nou para, enfim, liberar o atacante de seu contrato com a equipe catalã, liberando-o definitivamente para acertar com o PSG. 

"Na tarde desta quinta-feira, os representantes legais de Neymar Jr. visitaram pessoalmente os escritórios do clube e fizeram o pagamento de 222 milhões de euros em nome do jogador com relação ao término unilateral do contrato que unia as duas partes", anunciaram os espanhóis.

Neymar (Crédito: Reprodução)
Neymar (Crédito: Reprodução)

"Assim sendo, o clube passará à Uefa os detalhes sobre a operação citada, assim eles podem determinar as responsabilidades disciplinares que podem surgir deste caso", acrescentou o Barcelona, em referência a possíveis problemas com o fair play financeiro da Uefa.

Na quarta-feira, Neymar comunicou sua saída ao Barcelona e já passou por exames médicos para acertar com o PSG. O atacante é esperado em Paris nesta quinta, para ser apresentado na sexta. Na França, receberá a camisa 10 que era de Javier Pastore.

Os principais argumentos para a LaLiga não ter aceitado os 222 milhões de euros são a possibilidade de o PSG estar infringindo as normas de fair play financeiro da Uefa, mas também uma pendência entre Barcelona e Neymar, referente ao pagamento de um bônus previsto pela renovação de contrato. 

O clube espanhol tinha até a última segunda-feira para pagar cerca de 25 milhões de euros (R$ 92,5 milhões) a Neymar e seu pai, em cláusula prevista na renovação até 2021 assinada pelo brasileiro em 2016. O Barça, contudo, congelou esse pagamento, diante da iminente saída do atleta para o PSG.

O brasileiro acertou contrato de cinco anos com o PSG, com ganhos líquidos de 30 milhões de euros (R$ 111 milhões) por ano.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com