Bolt descarta volta às pistas e diz que não tem arrependimentos

Velocista aposentou no último final de semana, em Londres

No último sábado, Usain Bolt deu adeus ao atletismo e se aposentou aos 30 anos. No Campeonato Mundial em Londres, o jamaicano disputou sua última prova, o revezamento 4x100m, mas o final foi diferente do que se esperava.

O maior velocista da história sofreu uma lesão e não conseguiu terminar a disputa. Ainda que a despedida não tenha sido da melhor maneira, o "Raio" descartou uma volta às pistas.

“Não. Eu vi muitas pessoas voltarem ao esporte e passarem vergonha. Não serei uma delas. Acho que um campeonato não vai mudar o que fiz. Acho que o fato de eu não ganhar minha última corrida não afeta o que fiz no esporte. Eu fiz o meu melhor, e tudo acontece por algum motivo”, declarou ao site oficial da Iaaf.

Usain Bolt (Crédito: Getty)
Usain Bolt (Crédito: Getty)

Bolt não escondeu que ficou emocionado com a despedida e com as homenagens que recebeu. O homem mais rápido do mundo destacou que não se arrepende de ter competido no Mundial e que fez isso por causa do apoio e do carinho de seus fãs.

“Eu estava dando adeus a tudo e quase chorei. É muito triste que eu me aposente, mas a energia dos torcedores é ótima. Os fãs realmente me amam e eu aprecio isso. Não tenho arrependimentos sobre correr neste ano, os fãs queriam me ver mais uma vez, eles me deram energia”, finalizou.

Fonte: Com informações da Espn