Botafogo se despede da Taça Guanabara com virada sobre o Boavista

O Botafogo se despediu da Taça Guanabara neste domingo, dia 19.

Eliminado antecipadamente, o Botafogo se despediu da Taça Guanabara neste domingo (19) com uma virada por 3 a 2 sobre o Boavista. Sem dez titulares, o Glorioso teve dificuldade para criar chances, mas acordou no segundo tempo e fez o suficiente para se recuperar. Pedro Botelho e Marcelo Nicácio fizeram os gols do time da casa, mas Fernandes (2) e Leandrinho comandaram a virada.

Na prática, no entanto, o resultado é pouco relevante para a temporada do Glorioso, que já estava desclassificado da Taça Guanabara. No âmbito estadual a equipe espera o início da Taça Rio, daqui a três semanas, mas as atenções estão todas voltadas para a Copa Libertadores. Na quarta-feira (22) o Botafogo visita o Olímpia-PAR por uma vaga na fase de grupos e tem vantagem de 1 a 0. O Boavista do técnico Joel Santana também tem decisão na mesma data: visita a Portuguesa-SP pela segunda fase da Copa do Brasil.

Botafogo se despediu da Taça Guanabara
Botafogo se despediu da Taça Guanabara


Quem foi bem: Fernandes se destaca

Em meio ao marasmo ofensivo do Botafogo, o meia chamou a atenção por marcar duas vezes. Primeiro resolveu sozinho ao ser lançado às costas da zaga, e depois precisou apenas empurrar para gol o passe de Rodrigo Lindoso – na melhor jogada do Botafogo na partida, diga-se. Fernandes ainda fez o cruzamento que, após desvio, sobrou para Leandrinho virar.

Quem foi mal: Igor Rabello com dificuldades

O defensor acabou participando, direta ou indiretamente, de dois lances que originaram gols do Boavista. Em contra-ataque, ele foi facilmente driblado por Maicon e viu o lateral adversário cruzar na medida para Pedro Botelho abrir o placar. Pouco depois uma cobrança de escanteio foi desviada no meio do caminho e explodiu em Igor Rabello antes de sobrar para Marcelo Nicácio ampliar.

Botafogo só joga no segundo tempo

Os reservas tiveram enorme dificuldade para criar chances de gol. Chamou a atenção o desencontro no meio-campo, onde a transição ofensiva foi comprometida por passes errados. A equipe também foi frágil defensivamente, sofrendo dois gols seguidos em jogadas de desatenção. A partir daí o Botafogo melhorou um pouquinho e passou a ter certa consistência, o que foi suficiente para se recuperar. Ainda que estivesse longe de empolgar, encontrou um Boavista bagunçado no segundo tempo e passou a dominar. Tanto que chegou à virada liderado por Fernandes e Leandrinho.

Fonte: UOL
logomarca do portal meionorte..com