Brasil joga mal, mas é ajudado por goleiro e fica em 3º no Mundial

O triunfo foi construído depois de uma grande "ajuda" do goleiro.

O desfecho pode não ter sido o ideal, mas a seleção brasileira encerrou sua participação no Mundial sub-17 com uma vitória. Jogando mal, o Brasil foi pressionado em boa parte do jogo, mas conseguiu vencer Mali por 2 a 0, neste sábado, em Calcutá, e ficou com o terceiro lugar do torneio. O triunfo foi construído depois de uma grande "ajuda" do goleiro Koita, que sofreu um frango em chute de Alanzinho. Yuri marcou no fim, completando o placar.

Depois de mostrar bom futebol em algumas partidas no Mundial sub-17, a seleção brasileira teve uma atuação muito irregular neste sábado, sofrendo diante de Mali. O time africano dominou a partida do começo ao fim, criando as melhores chances e se mantendo no ataque. O Brasil pouco criou, mas marcou em um lance isolado, quando Alanzinho roubou a bola no ataque, chutou mal, mas viu o goleiro de Mali sofrer um frangaço. A partir dali, os brasileiros conseguiram manter a tranquilidade e o resultado, e ainda ampliaram no fim.

Protagonista do jogo com a grave falha cometida no primeiro gol brasileiro, o goleiro Koita comoveu a torcida no estádio Salt Lake, em Calcutá, quando não conseguiu segurar o choro ao apito final. O arqueiro caiu no campo, depois foi amparado pelos companheiros de posição, demonstrando estar desolado pelo frango sofrido, que acabou sendo decisivo para o resultado.

O 2 a 0 sobre Mali neste sábado faz com que a seleção brasileira feche o Mundial sub-17 com um grande aproveitamento: seis vitórias em sete partidas, com 14 gols marcados e cinco sofridos. A artilharia da equipe ficou dividida entre três jogadores: Lincoln, Paulinho e Brenner marcaram três gols cada.


Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com