Brasil tem três ouros e um bronze em etapa da Copa do Mundo

Daniele Hypolito foi a melhor e garantiu o posto mais alto no pódio

Na manhã deste domingo, foi realizado o segundo dia das finais por aparelhos da etapa Copa do Mundo de ginástica artística, que está sendo disputada em Varna, na Búlgara. O dia foi mais do que positivo para o Brasil, que conquistou três ouros e um bronze.

Na decisão da trave, Daniele Hypolito foi a melhor e garantiu o posto mais alto do pódio com a nota 13,750, com grande diferença para a segunda colocada, a britânica Georgia Fenton, que somou 12,500. Na mesma prova, Thais Fidelis acabou sofrendo duas quedas e ficou na sexta posição, com 11,700.

Ginatas comemoram após medalhas conquistadas (Crédito: Fundação Cásper Líbero)
Ginastas comemoram após medalhas conquistadas (Crédito: Fundação Cásper Líbero)

Contudo, Thais se recuperou e garantiu o segundo ouro do Brasil. No solo, a atleta tirou a nota mais alta, 13,500, e ficou em primeiro. Já Daniele Hypolito terminou na quarta posição, com 12,600.

O terceiro ouro brasileiro veio na última prova do dia. Na final da barra fixa, Caio Souza garantiu o primeiro lugar com a nota 14,200, fechando em grande estilo a participação do País na competição.

A medalha de bronze também veio com Caio Souza, nas paralelas. O ginasta brasileiro conseguiu 14,450 e ficou na terceira colocação. Já na disputa masculina do salto, o representante do País, Arthur Nory, ficou na quarta colocação e quase conquistou uma medalha. A nota do brasileiro foi 14,225.

No sábado, o Brasil já tinha conquistado quatro medalhas na Bulgária. O grande destaque foi Receba Andrade, que levou o ouro no salto e nas barras assimétricas, na qual Thais Fidelis levou o bronze. O País ainda faturou outro bronze, com Arthur Nory, no solo.

Fonte: Gazetaesportiva
logomarca do portal meionorte..com