Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Calouros do Brasileirão: Veja as promessas que podem estrear esse ano

Talentos já conhecidos, nas categorias de base dos times e da Seleção, aguardam o momento de estrear no campeonato brasileiro

Calouros do Brasileirão: Veja as promessas que podem estrear esse ano
Patrick de Paula é uma das promessas do Brasileirão | César Greco / Agência Palmeiras
Compartilhe

Patrick de Paula é uma das promessas do Brasileirão Assaí 2020 (Créditos: César Greco/Palmeiras)

Um dois maiores triunfos do futebol brasileiro está na formação dos jogadores. As categorias de base conseguem, todo ano, lançar joias que encantam com seus estilos e magia com a bola nos pés. O Brasileirão Assaí é um grande celeiro de craques e em 2020 não deve ser diferente.

Algumas das promessas para este ano já colecionam convocações na base da Seleção Brasileira e ganharam visibilidade nos torneios de base da CBF. Neste final de semana, começa o Brasileirão Assaí 2020. Quem pode ser a revelação do seu time? Confira algumas promessas que ainda não fizeram um jogo de Campeonato Brasileiro como profissionais:

Patrick de Paula (Palmeiras)

O volante chamou a atenção do Palmeiras quando disputava o Torneio Taça das Favelas, defendendo a equipe Cara Virada. Passou dois anos no Sub-20 do Alviverde e ganhou o Brasileiro e a Copa do Brasil da categoria. Seu desempenho atraiu a atenção do técnico Vanderlei Luxemburgo, que o integrou à equipe principal no início do ano. Patrick é o único jogador canhoto da sua posição no elenco e, apesar de ter 20 anos, seu porte físico se destaca e ajuda na marcação no meio-campo. Além disso, com seus chutes fortes de média e longa distância, oferece uma opção para o ataque. Patrick de Paula, ou Pogpaula, como tem sido chamado pelos torcedores, é figurinha certa na escalação do Palmeiras no Campeonato Paulista.

André (Fluminense)

O Fluminense é um celeiro de novos talentos. Todo ano os “crias de Xerém” competem protagonismo no clube com veteranos do futebol. Um das apostas para essa temporada é o volante André, melhor jogador do Tricolor na Copa São Paulo de 2020. O baiano foi descoberto em um torneio em Salvador, em 2013, quando ainda atuava como centroavante no Bahia. Na ocasião, fez oito gols em sete jogos. Líder em campo, o jovem de 18 anos foi capitão de todas as categorias que passou pelo Fluminense, e busca esse reconhecimento na equipe principal. No amistoso contra o Botafogo, pela Taça Gerson e Didi, André fez sua estreia no profissional, jogando poucos minutos, porém deixando a expectativa para o resto da temporada.

Vinícius (Vasco da Gama)

O início da campanha vascaína não agradou dentro de campo, mas trouxe esperança para o futuro. Dentre elas está o destaque do time na campanha da Copa São Paulo de Futebol Júnior: Vinicius Paiva. O atacante mostrou que tem talento e conseguiu ingressar no grupo principal ainda sob o comando de Abel Braga. Atuou em 13 jogos como profissional do Vasco, incluindo o Carioca, Copa do Brasil e Sul Americana e é o provável sucessor de Marrony, vendido para o Atlético-MG. Ano passado, mostrou personalidade nas atividades que fez com os profissionais, e chegou a ser relacionado por Vanderlei Luxemburgo para algumas partidas no Brasileirão, mas não entrou em campo. Agora, com Ramon Menezes, Vinicius está assumindo papel de titular, então as expectativas da torcida vascaína para sua estreia são grandes.

Lázaro (Flamengo)

Joia da base do Flamengo desde os oito anos, o mineiro é o nome mais escutado quando o assunto é promessa no Rubro-negro. Artilheiro desde as divisões mais baixas, foi destaque em diferentes categorias no ano passado. Foi artilheiro no título do Flamengo no Campeonato Brasileiro Sub-17. Com o Rubro-negro, também foi campeão do Campeonato Brasileiro Sub-20 e do Carioca Sub-20. Pela Seleção Brasileira, o atacante jogou o Mundial Sub-17 e fez o gol que decidiu a semifinal e a final do torneio.

Matheus Araujo (Corinthians)

Outro jogador campeão mundial com Seleção Brasileira Sub-17 que tem chances de fazer bonito no Campeonato Brasileiro é Matheus Araujo. O meia-campista de 18 anos chegou ao Timão no ano passado e atuou nas categorias sub-17 e sub-20, e participou de um amistoso com os profissionais contra o Botafogo-SP. Esse ano, foi relacionado por Tiago Nunes para o time B do Paulistão, mas não chegou a atuar. 

João Peglow (Internacional)

Desde o ano passado João Peglow tem gerado muita expectativa no torcedor colorado. É considerado uma das principais promessas da base do Internacional nos últimos anos e chegou a treinar com o elenco principal no ano passado. Em 2019, foi campeão mundial sub-17 com a Seleção Brasileira e mostrou toda sua versatilidade. No torneio, foi escalado como meia e, após a lesão de Talles Magno, foi direcionado para o lado. Seu talento já foi observado por Eduardo Coudet e o jovem de 18 anos fez sua estreia no estadual no empate em 1 a 1 contra o Esportivo, atuando mais à esquerda do ataque.

Elias (Grêmio)

Elias ganhou o prêmio Dener de gol mais bonito na Copinha no vice-campeonato gremista deste ano e foi o artilheiro do clube na competição, com seis gols marcados. Um desses tentos foi decisivo para levar o Tricolor Gaúcho para a final do torneio, no jogo contra o Oeste, vencido por 1 a 0. Elias pode despontar como mais uma grande revelação das categorias de base do Grêmio, que nos últimos anos já apresentou talentos como os de Matheus Henrique, Jean Pyerre, Everton e Pepê.

Sávio (Atlético-MG)

Presença constante nas convocações da Seleção Brasileira Sub-15, Savinho é a grande promessa do futuro do Galo. No Sul-Americano da categoria, balançou as redes quatro vezes e distribuiu assistências. No Campeonato Brasileiro Sub-15 do ano passado, fez 12 gols em 29 partidas. É o mais jovem do elenco de transição do clube mineiro, com apenas 16 anos completados em abril, mas vem sendo acompanhado de perto por Sampaoli. Com toda essa bagagem em tão pouco tempo, foi relacionado para o estadual, no jogo contra o América-MG. 

Luan Patrick (Athletico-PR)

Natural de Carazinho, no Rio Grande do Sul, Luan Patrick ganhou o Mundial Sub-17 ano passado com a Seleção. O zagueiro começou a carreira no futsal e já foi da base do Internacional e Figueirense. Chegou ao Furacão em 2018 e é uma das grandes promessas do clube. Luan participou do Brasileirão sub-17 e sub-20 no ano passado e foi um dos destaques do Athletico-PR na Copa São Paulo 2020. Ainda esse ano, chegou a participar de jogos do Campeonato Paranaense e, agora, disputa vaga na posição com Thiago Heleno, Lucas Halter e Felipe Aguilar.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar