Campeã olímpica, ex-ginasta revela ter sofrido abusos sexuais

McKayla Maroney conquistou um ouro e uma prata em Londres 2012

Detentora de uma medalha de ouro e uma de prata nos Jogos Olímpicos de Londres de 2012, a ex-ginasta McKayla Maroney revelou ter sido vítima de abusos sexuais do médico Larry Nassar, que era responsável pela equipe de ginástica dos Estados Unidos, que está preso desde novembro de 2016. 

Em uma publicação feita em suas redes sociais, a norte-americana utiliza a hashtag Me too, que tem sido utilizada por várias mulheres no mundo inteiro após a polêmica envolvendo um famoso diretor de Hollywood. Em sua postagem, a ex-atleta conta que os abusos começaram quando ainda tinha 13 anos e não terminaram enquanto ela não deixou o esporte. Ela cita, inclusiva, que houve casos de abuso durante os Jogos Olímpicos de Londres.

McKayla Maroney foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 (Crédito: Getty)
McKayla Maroney foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 (Crédito: Getty)

Em uma das passagens relembradas por McKayla, ela conta que Nassar a medicou com uma pílula de sono para realizar um voo até o Japão. Segundo ela conta, sua única lembrança daquela noite foi de acordar já dentro do quarto do médico, enquanto recebia o “tratamento”. A medalhista considera esta uma das noites mais assustadoras que já teve e revela que pensou que iria morrer naquele dia,

Além de seu relato, a ex-ginasta norte americana faz um pedido para que outras mulheres não escondam estes abusos, punição aos responsáveis deste tipo de crime, mais preocupação com a educação e a prevenção destes casos, além de zero tolerância para os abusadores ou a quem os acobertam.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com