Chape barra na Justiça documentário que ela mesma contratou

Documentário foi produzido por ume empresa do Uruguai

A Chapecoense ganhou uma ação na Justiça de Santa Catarina suspendendo a exibição do documentário “O Milagre de Chapecó”, cuja produtora havia sido contratada pelo próprio clube catarinense. O filme tem estreia prevista para o dia 30 de novembro. 

A Chape contratou uma produtora uruguaia para a produção de um documentário que desse prioridade a exposição, de forma cronológica, do histórico de evolução da Associação Chapecoense de Futebol que precedeu ao acidente aéreo que vitimou sua delegação, bem como expor o sentimento de reconstrução que sucedeu a trágica ocorrência". 

Documentário foi produzido por ume empresa do Uruguai (Crédito: Reprodução)
Documentário foi produzido por ume empresa do Uruguai (Crédito: Reprodução)

Na semana passada, uma das viúvas do trágico acidente de 28 de novembro de 2016 na Colômbia assistiu ao trailer do documentário antes de um filme infantil e levou o caso à reunião entre Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense.

A diretoria da Chape foi alertada e já na última sexta-feira protocolou ação judicial por "descumprimento do objeto do referido documentário”. Caso não acate a decisão, a produtora será multada em R$ 50 mil por dia de exibição, até o limite de R$ 500 mil. 

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com