Demissão de Oswaldo custará quase R$ 1 milhão para o Corinthians

O treinador foi desligado do Corinthians na quinta-feira

A demissão do técnico Oswaldo de Oliveira custará quase R$ 1 milhão de reais para os cofres do Corinthians. O clube divulgou uma nota nesta sexta-feira dizendo que a multa rescisória do treinador era de dois salários. Oswaldo tinha vencimentos de R$ 400 mil na equipe.


O treinador foi desligado do Corinthians na quinta-feira, após o presidente Roberto de Andrade sofrer pressão dos conselheiros e dos torcedores. “Logicamente existe a pressão, esse negócio contra de todo o mundo, que não consigo mensurar”, justificou o mandatário.

Oswaldo de Oliveira (Crédito: Divulgação)
Oswaldo de Oliveira (Crédito: Divulgação)

A má campanha corintiana no Campeonato Brasileiro foi decisiva, sobretudo com a perda da vaga na próxima Libertadores. O treinador obteve apenas 37,03% de aproveitamento dos pontos que disputou pelo time, a pior marca entre os quatro treinadores corintianos no ano (antes dele, Tite, Cristóvão Borges e Fábio Carille ocuparam o cargo).

As primeiras especulações indicavam que o técnico do Bahia, Guto Ferreira, poderia receber uma proposta para substituir Oswaldo. Mas o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, descartou a contratação do treinador.

Outro comandante especulado no Corinthians é Jair Ventura, que fez uma boa campanha com o Botafogo no Brasileiro e conseguiu classificar os cariocas para a próxima Copa Libertadores. O treinador, no entanto, afirma estar prestes a assinar um novo contrato com o Fogão.


Fonte: iG - Footstats
logomarca do portal meionorte..com