Flamengo desembarca no Rio após vice em silêncio e sem protestos

A maior parte da delegação deixou o aeroporto em dois ônibus

O Flamengo foi orientado pela Polícia Federal a desembarcar no Rio pelo terminal de cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, por questões de segurança. E assim o fez, no início da manhã desta quinta-feira (28), após perder o título da Copa do Brasil para o Cruzeiro. O esquema montado de forma preventiva, porém, constatou com a ausência de torcedores no local para protestar.

O meia Diego, que desperdiçou uma cobrança na disputa de pênaltis, foi o primeiro a aparecer. Acompanhado da mulher, foi escoltado por seguranças até entrar em um carro particular, sem dar entrevistas. O mesmo aconteceu minutos depois com o atacante Guerrero e o meia Lucas Paquetá, sempre em silêncio.

A maior parte da delegação deixou o aeroporto em dois ônibus protegidos por vidros escurecidos, um deles o tradicional veículo personalizado com as cores rubro-negras. No outro, estava o técnico Reinaldo Rueda, sentado no banco da frente, com o semblante fechado. Os garotos Léo Duarte, Vinicius Júnior e Matheus Sávio foram embora juntos, em um carro particular, após a saída dos ônibus. Já o goleiro Alex Muralha deixou o local sem ser visto.


Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com