Felipe Massa se choca contra muro em treino livre na Bélgica

Demorou, mas a Fórmula 1 está de volta!

Demorou, mas a Fórmula 1 está de volta! O esperado retorno não poderia ter acontecido em um lugar melhor do que um dos palcos mais sagrados do automobilismo, em Spa-Francorchamps, na Bélgica. E na manhã desta sexta-feira, no primeiro treino livre do fim de semana, mostrando serviço depois de ter seu contrato estendido até o fim de 2018, Kimi Raikkonen colocou a Ferrari no topo.

Mas não se engane, o homem a ser observado nesta etapa é Lewis Hamilton que, com os pneus mais duros do fim de semana e um motor Mercedes atualizado e mais potente, ficou em segundo, a apenas +0s053 do "Iceman", calçado com os ultramacios, os mais velozes. Sebastian Vettel foi terceiro, a +0s145 do companheiro. A dupla da RBR, bem atrás dos dos ponteiros, ocupou a quarta e quinta colocações, com Max Verstappen e Daniel Ricciardo, respectivamente. Felipe Massa, que perdeu o GP da Hungria por conta de uma vertigem, escapou de frente na sua primeira volta rápida e bateu forte contra o muro. Como o time precisará trocar o chassi do seu carro, o piloto não participa do segundo treino livre.

Massa é liberado para correr, mas se choca contra o muro e pode ficar fora de segundo treino

Depois de ficar fora do GP da Hungria, dando lugar a Paul di Resta, por conta de vertigem, Massa foi examinado e liberado pelos médicos da categoria para participar da etapa da Bélgica. E na sua primeira tentativa de volta rápida logo no início da sessão, Massa atacou a zebra forte demais na saída da última perna das curvas "Les Combes", perdeu e frente e, na tentativa de corrigir, acabou sendo projetado para a o muro, causando a única bandeira vermelha do dia. Apesar da força da batida, o piloto saiu sozinho do carro. Porém, o chassi do piloto terá de ser trocado, inviabilizando a participação de Felipe na segunda atividade, marcada para às 9h (horário de Brasília).


Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com