Festa do hepta do Corinthians tem faixas, sinalizadores e Ronaldo

A torcida do Corinthians enfim pode soltar o coro de "é campeão!"

O grito vinha sendo ensaiado desde o primeiro turno, estava na garganta havia alguns dias, mas só saiu às 23h30 desta quarta-feira. Aos 39 minutos do segundo tempo, quando Jadson estufou as redes do Fluminense, a torcida do Corinthians enfim pode soltar o coro de "é campeão!"

É verdade que a Fiel já havia tido alguns "ensaios", como em Chapecó, na virada do turno, e até mesmo em Itaquera, depois da vitória sobre o Avaí no último sábado. Mas sabe como o corintiano tem superstições, não é? Melhor não gritar antes...


O susto com o gol sofrido no primeiro minuto do jogo do título não estragou a festa do heptacampeonato brasileiro do Timão. Pelo contrário, deu a pitada de sofrimento que o corintiano está habituado. A arena passou a pulsar ainda mais quando Henrique venceu Caíque França: "Vamos, vamos, Corinthians. Esta noite teremos que ganhar!".

Eram milhões empurrando o Corinthians ao redor do mundo e 46.189 presentes na arena. Entre eles Ronaldo, o Fenômeno, que assistiu ao jogo em um camarote e vibrou muito ao lado do filho Ronald com os dois gols de Jô. Ele foi "mais um louco do banco", como disse em sua apresentação como jogador do clube.

– Muito bom estar sempre aqui, vendo o Corinthians de perto e ganhando título. Essa nação merece demais, foi um ano muito complicado, poucas esperanças desde o princípio e está aí: dois títulos importantes. Sinto muito a energia da torcida comigo, esse carinho que o corintiano tem comigo e é sempre maravilhoso – declarou o Fenômeno ao site oficial do clube.

A euforia, que já era grande, ficou incontrolável com o terceiro gol, anotado por Jadson. Sinalizadores foram acesos em todos os setores da casa corintiana. O jogo teve de ser paralisado, mas pouco importava. O hepta já era realidade.


Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com