Flamengo prepara lista de dispensa para 2018; veja os nomes

Rafael Vaz e Muralha devem deixar a equipe em 2018

O ano ainda não acabou e o Flamengo sequer garantiu vaga na próxima Libertadores. Hoje, aparece na sétima posição do Campeonato Brasileiro com 50 pontos, fechando a zona de classificação para o torneio continental.

O Rubro-Negro ainda tem pela frente as semifinais da Copa Sul-Americana, diante do Junior de Barranquilla, da Colômbia. Entretanto, o departamento de futebol, com o aval do presidente Eduardo Bandeira de Mello e do técnico Reinaldo Rueda, trabalha na lista de dispensas. A “barca” que vai sair do Ninho do Urubu promete estar bem cheia.

Rafael Vaz e Muralha devem deixar a equipe em 2018 (Crédito: Reprodução)
Rafael Vaz e Muralha devem deixar a equipe em 2018 (Crédito: Reprodução)

Quem vai comandar a barca é o meia argentino Darío Conca, que foi contratado lesionado no fim do ano passado e esquentou o banco de reservas ao longo de toda a temporada. Ele, inclusive, atuou apenas três vezes esse ano.

Nomes que caíram em desgraça com a torcida por conta do fraco aproveitamento também não vão emplacar o ano de 2018 no Ninho do Urubu. Casos do goleiro Alex Muralha, muito desgastado na reta final da Copa do Brasil, e do zagueiro Rafael Vaz, que ganhou oportunidades nos últimos jogos e foi alvo de fortes críticas por conta da imprensa e da torcida.

A paciência do clube com o meia Gabriel também chegou ao fim. Contratado como uma revelação após se destacar pelo Bahia, ele sempre enfrentou problemas para conseguir uma sequência, além de não contar com a simpatia dos torcedores.

O volante Rômulo, que também chegou com status de titular, não rendeu o que se esperava dele e está esquentando o banco de reservas. Outro pouco utilizado e que será negociado é o meia argentino Federico Mancuello. Curiosamente, este sempre contou com a simpatia dos torcedores, mas as oportunidades com Reinaldo Rueda foram bem reduzidas. Ele também não enchia os olhos de Zé Ricardo, antecessor do colombiano.

A necessidade de dispensar jogadores que não estão rendendo e de emprestar jovens que não estão sendo aproveitados se deve ao fato de que o orçamento no futebol está no limite e apenas abrindo algumas brechas será possível buscar nomes do mercado.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com