Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Flamengo vai à eliminação e torcida vive nova frustração no Maracanã

Depois de superar o recorde de público da derrota para o Peñarol, torcida leva novo golpe e faz festa só no início do jogo. Jogadores tentam não deixar o abatimento prejudicar.

Compartilhe
Google Whatsapp

Estava tudo armado para mais uma festa do Flamengo no Maracanã lotado. Mas os 69.980 torcedores que foram ao estádio e iniciaram a noite festejando o técnico Jorge Jesus com os gritos de "Olê, olê, olê, olê, mister, mister" e fumaça vermelha e preta, se despediram da Copa do Brasil com vaias. No antigo recorde de público deste ano, contra o Peñarol (66.716 presentes), os rubro-negros também se frustraram com um resultado negativo. Do Globo Esporte e Uol.

Diego cabisbaixo depois de perder o pênalti — Foto: André Durão .

Durante toda a partida, os torcedores demonstraram apoio. A parte da hostilidade ficava reservada apenas para o árbitro Hilton Pereira Sampaio, que revoltou tanto os jogadores quanto a torcida. Na disputa de pênaltis, a defesa de Diego Alves em uma das cobranças deu uma ponta de esperança, mas o aproveitamento ruim dos batedores prevaleceu.

Diego, Vitinho e Everton Ribeiro erraram as cobranças. Cuéllar foi o único a acertar. O peso maior caiu em cima do camisa 10, que fez a primeira cobrança e desperdiçou com um chute fraco no meio do gol, defendido com facilidade pelo goleiro Santos. O capitão foi hostilizado por parte da torcida.

- A dor aqui no peito tá muito grande. Mas tenho que seguir em frente. De repente as coisas não acontecem como gostaríamos, é difícil. Temos que viver, assimilar - disse Diego.

Torcida Flamengo Maracanã — Foto: MAGALHÃES JR./PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO.

Apesar das feridas expostas, não há tempo para muitas lamentações. No domingo, o time já tem compromisso em São Paulo contra o Corinthians. Na próxima quarta-feira, o Flamengo viaja até o Equador para começar a decidir com o Emelec uma vaga nas quartas de final da Libertadores. O desejo é de que a cota de frustrações tenha acabado. 

O que disseram outros jogadores:

Rodrigo Caio: "É difícil digerir, mas acho que fizemos um bom jogo e tivemos as melhores chances. Nas penalidades, não estávamos em um dia bom. Foi isso. Ficamos tristes, queríamos muito essa competição. Mas temos que levantar a cabeça. É dolorido para nós e para nossa torcida, que nos apoiou do início ao fim. Não dá tempo de lamentar".

Diego Alves: "Tristeza. Não tem outra palavra que não seja essa. Dentro do nosso campo, com nossa torcida... Mas pênaltis ninguém sabe o que vai acontecer. Mérito deles. Era nosso objetivo, mas não conseguimos".

Gabigol: "Infelizmente aconteceu. Precisamos ter a cabeça erguida, porque temos competições importantes ainda. Temos que continuar assim, nosso time é espetacular, com homens que querem ser campeões. Vamos treinar bastante para melhorar".



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se