Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Flamengo vai à eliminação e torcida vive nova frustração no Maracanã

Depois de superar o recorde de público da derrota para o Peñarol, torcida leva novo golpe e faz festa só no início do jogo. Jogadores tentam não deixar o abatimento prejudicar.

Compartilhe
Google Whatsapp

Estava tudo armado para mais uma festa do Flamengo no Maracanã lotado. Mas os 69.980 torcedores que foram ao estádio e iniciaram a noite festejando o técnico Jorge Jesus com os gritos de "Olê, olê, olê, olê, mister, mister" e fumaça vermelha e preta, se despediram da Copa do Brasil com vaias. No antigo recorde de público deste ano, contra o Peñarol (66.716 presentes), os rubro-negros também se frustraram com um resultado negativo. Do Globo Esporte e Uol.

Diego cabisbaixo depois de perder o pênalti — Foto: André Durão .

Durante toda a partida, os torcedores demonstraram apoio. A parte da hostilidade ficava reservada apenas para o árbitro Hilton Pereira Sampaio, que revoltou tanto os jogadores quanto a torcida. Na disputa de pênaltis, a defesa de Diego Alves em uma das cobranças deu uma ponta de esperança, mas o aproveitamento ruim dos batedores prevaleceu.

Diego, Vitinho e Everton Ribeiro erraram as cobranças. Cuéllar foi o único a acertar. O peso maior caiu em cima do camisa 10, que fez a primeira cobrança e desperdiçou com um chute fraco no meio do gol, defendido com facilidade pelo goleiro Santos. O capitão foi hostilizado por parte da torcida.

- A dor aqui no peito tá muito grande. Mas tenho que seguir em frente. De repente as coisas não acontecem como gostaríamos, é difícil. Temos que viver, assimilar - disse Diego.

Torcida Flamengo Maracanã — Foto: MAGALHÃES JR./PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO.

Apesar das feridas expostas, não há tempo para muitas lamentações. No domingo, o time já tem compromisso em São Paulo contra o Corinthians. Na próxima quarta-feira, o Flamengo viaja até o Equador para começar a decidir com o Emelec uma vaga nas quartas de final da Libertadores. O desejo é de que a cota de frustrações tenha acabado. 

O que disseram outros jogadores:

Rodrigo Caio: "É difícil digerir, mas acho que fizemos um bom jogo e tivemos as melhores chances. Nas penalidades, não estávamos em um dia bom. Foi isso. Ficamos tristes, queríamos muito essa competição. Mas temos que levantar a cabeça. É dolorido para nós e para nossa torcida, que nos apoiou do início ao fim. Não dá tempo de lamentar".

Diego Alves: "Tristeza. Não tem outra palavra que não seja essa. Dentro do nosso campo, com nossa torcida... Mas pênaltis ninguém sabe o que vai acontecer. Mérito deles. Era nosso objetivo, mas não conseguimos".

Gabigol: "Infelizmente aconteceu. Precisamos ter a cabeça erguida, porque temos competições importantes ainda. Temos que continuar assim, nosso time é espetacular, com homens que querem ser campeões. Vamos treinar bastante para melhorar".



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×