Fluminense e Botafogo jogam no Maracanã e não saem zero

O jogo aconteceu neste sábado e o resultado foi zero a zero

Fluminense e Botafogo jogaram neste sábado (20) no Maracanã e empataram. O resultado foi justo, mas não deixou as torcidas felizes. Os dois clubes ainda não venceram este ano.

O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira. Às 21h45, o Tricolor enfrenta a Portuguesa pela terceira rodada da Taça Guanabara. Ainda pelo Grupo B, o Botafogo joga contra o Macaé na quinta-feira, às 19h30.

DEDO DO TREINADOR

O Botafogo enfrentou seu primeiro grande desafio sob o comando de Felipe Conceição e já foi possível detectar mudanças na equipe em relação a 2017 - especialmente na primeira etapa. O Alvinegro mostrou-se mais à vontade com a bola nos pés, tendo o controle do jogo e atuando no campo de defesa do Flu.

Como prometido pelo substituto de Jair Ventura, o Botafogo de 2018 deu mostras que não será uma equipe tão reativa quanto a do ano passado. Enquanto os jogadores "tiveram pernas", a marcação alta deu certo, criando problemas na saída de bola do Tricolor. Foi assim que a melhor chance do primeiro tempo surgiu, mas João Paulo cabeceou rente à trave de Júlio César.


INSATISFAÇÃO TOTAL

Antes da bola rolar, tricolores protestaram, dentro e fora do Maraca, contra a diretoria. O principal alvo dos torcedores foi o presidente Pedro Abad.

Com o início do jogo, a torcida não teve muitos motivos para comemorar. A nova equipe de Abel, com três zagueiros, ainda precisa evoluir muito. O Botafogo encontrou espaço pelas laterais e o ataque tricolor foi pouco produtivo. Quando chegou com perigo, Jefferson, goleiro rival, mostrou boa forma e evitou o gol. O apito final veio junto com as vaias.

A POLÊMICA

O Fluminense voltou do intervalo com outra postura e logo produziu mais do que em toda primeira etapa. Aos sete minutos, Ibañez balançou a rede após escanteio cobrado por Sornoza, mas o auxiliar indicou falta antes do chute e o árbitro anulou o gol.

QUE FALTA FAZ UM 9!

A surpresa do clássico foi a ausência de Henrique Dourado. Sem relacionar o Ceifador, Abel Braga apostou em Pedro. O jovem tentou duas finalizações, mas não teve sucesso.

O Botafogo, por sua vez, ainda não repôs a saída de Roger, titular em 2017, e foi com Brenner no comando de ataque. Além de não ameaçar a meta rival, o centroavante ficou algumas vezes impedido.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 0X0 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data-hora: 20/1/2018, ás 17h

Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa (RJ) e Carlos Henrique Alves Filho (RJ)

Renda/Público: R$ 220.510,00 - 8.538 presentes / 7.126 pagantes

Gols: Não houve.

Cartão amarelo: Ibañez, Marcos Júnior e Douglas (FLU); Igor Rabello, Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso e João Paulo (BOT)

Cartão vermelho: Não houve.

FLUMINENSE: Júlio César; Renato Chaves (Matheus Alessandro, 31'/2ºT), Gum e Ibañez; Gilberto, Douglas, Sornoza, Jádson e Marlon (Ayrton, 27'/2ºT); Marcos Júnior (Robinho, 31'/2ºT) e Pedro - T: Abel Braga

BOTAFOGO: Jefferson; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, João Paulo e Léo Valencia (Rodrigo Lindoso, 10'/2ºT); Luiz Fernando (Leandro Carvalho, 29'/2ºT), Rodrigo Pimpão (Ezequiel, 25'/2ºT) e Brenner - T: Felipe Conceição

Fonte: msn
logomarca do portal meionorte..com