Guerrero comanda Flamengo na vitória contra time do Chile

Fla vence a Católica e fica perto de mata-mata

"Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura", diz o ditado popular, que serve, sem dúvidas, para explicar a vitória do Flamengo por 3 a 1 sobre a Universidad Católica, nesta quarta-feira. Com o Maracanã lotado, o Rubro-Negro, principalmente com Guerrero, bateu, bateu, bateu e bateu, até que conseguiu passar pela defesa chilena. Além do peruano, Rodinei e Trauco balançaram as redes para os donos da casa - Santiago Silva fez para os visitantes.


O placar apertado não diz o que foi o jogo decisivo, válido pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. O Flamengo, empurrado por cerca de 60 mil torcedores, criou muito mais. Guerrero, só no primeiro tempo, foi responsável por nove das nove finalizações. Só ele chutou a gol. No segundo, foi premiado com o segundo gol rubro-negro e concluiu mais cinco vezes. Ao todo, o Rubro-Negro chegou 23 vezes. 

Com a vitória perante o Universidad do Chile, o Flamengo chega a nove pontos no grupo 4 e se mantém na liderança. Para se classificar ao mata-mata sem depender de outro resultado, o time comandado pelo técnico Zé Ricardo precisa empatar com o San Lorenzo na última rodada, no dia 17 de maio, no estádio Nuevo Gasómetro, na Argentina. Para avançar com uma derrota, o Rubro-Negro precisa torcer para o Atlético-PR não vencer. 



Fonte: Globo Esporte
logomarca do portal meionorte..com