Hamilton iguala em poles com Senna e ganha capacete de presente

O tricampeão igualou o ídolo Ayrton Senna poles conquistadas

O sábado de treino classificatório para o GP do Canadá teve - mais uma vez - Lewis Hamilton adicionando seu nome a mais um capítulo da história da Fórmula 1. Ao garantir a primeira posição no grid de largada para a corrida deste domingo, em Montreal, o tricampeão igualou o ídolo Ayrton Senna no número de poles conquistadas na carreira: 65. E o momento foi ainda mais especial para o britânico quando, de surpresa, ele ganhou da família Senna uma réplica do capacete usado pelo brasileiro, que fez os olhos de Lewis ficarem marejados.

Lewis Hamilton viveu um momento especial neste sábado (10). Ao anotar a volta mais rápida no treino classificatório do GP do Canadá, o britânico igualou o número de poles de Ayrton Senna, um de seus ídolos. Mas o momento especial ficou ainda melhor: enquanto dava entrevistas em frente ao público de Montreal, Lewis ganhou um capacete especial do piloto brasileiro.

O presente, inesperado, emocionou Hamilton. O britânico ficou visivelmente tocado: sem reação, derrubou o óculos e a garrafinha de água que carregava.  Hamilton simplesmente se definiu como “sem palavras”.


O capacete é um presente do Instituto Ayrton Senna. Trata-se da pintura utilizada na temporada 1987, última do brasileiro pela Lotus.

Senna pode não ser o recordista de poles – este feito cabe a Michael Schumacher –, mas é conhecido como um dos grandes pilotos de voltas rápidas da história da F1. O brasileiro se acostumou a conseguir vantagem incríveis sobre companheiros e rivais diretos em ritmo de classificação.

A grande classificação de Hamilton no Canadá


Lewis Hamilton enfim conseguiu igualar a marca de Ayrton Senna e garantiu a pole-position 65 da sua carreira na F1. Hamilton marcou o novo recorde do circuito Gilles Villeneuve ao registrar uma volta espetacular, 1min11s459, no fim da última parte da sessão na tarde deste sábado (10). Sebastian Vettel, grande adversário do britânico na luta pelo título, bem que tentou confirmar o teórico favoritismo da Ferrari, mas prevaleceu o melhor retrospecto de quem tem cinco vitórias e, agora, seis poles no Canadá. 

Vettel ficou a 0s330 do tempo de Hamilton depois de ter liderado o terceiro treino livre pela manhã. No fim das contas, a sessão desta tarde foi protagonizada pelos dois, enquanto Valtteri Bottas ficou em terceiro lugar, com Kimi Räikkönen logo atrás.



Fonte: msn
logomarca do portal meionorte..com