Jô cobra mais de R$ 800 mil do Atlético-MG na Justiça

Atacante foi campeão da Libertadores pelo Galo

O atacante deixou o Atlético-MG pela porta dos fundos. O atleta, depois de viver dias de glórias, sendo campeão e goleador da Libertadores, passou a faltar treinamentos alegando problemas particulares. No banco de reservas, depois de ter passado um tempo afastado das atividades, foi negociado para o mundo árabe. Agora, em alta no Corinthians, o atleta aciona o time de Belo Horizonte na Justiça. 

Ele cobra repasse da indenização pelo tempo que defendeu a seleção brasileira, na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo em 2014. 

O atleta também pede o recebimento de outros valores referentes a falta de pagamento de verbas rescisórias no prazo legal e verbas referentes a direito de arena.

Jô quando atuava pelo Atlético-MG (Crédito: Getty)
Jô quando atuava pelo Atlético-MG (Crédito: Getty)

O atacante cobra do Galo um valor de, pelo menos, R$ 872 mil. 

Do total, R$ 337.456 é referente ao repasse da CBF ao clube quando o jogador serviu a seleção e não recebeu a quantia. O outro pedido, de direito de arena, é referente a direito pela exibição de imagens em eventos esportivos, o ex-camisa 7 atleticano solicita R$ 425.500,43. 

Outros encargos podem ser acrescentados. 

O processo corre na 20ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. O clube ainda aguarda a notificação para o departamento jurídico se manifestar. Uma audiência de conciliação será marcada na Justiça do Trabalho, porém, ainda não tem data.

Jô vive um dos melhores momentos de sua carreira, sendo bem utilizado no Corinthians e com possibilidades próximas de título. 

Antes de voltar ao Timão, o jogador estava sem clube e utilizou a Cidade do Galo para se preparar fisicamente.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com