Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Jogador ferido em incêndio tem quadro de saúde estável

Cauan foi um dos jogadores feridos no incêndio do CT do Flamengo

Jogador ferido em incêndio tem quadro de saúde estável
| Reprodução
Compartilhe


 O cearense Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, está entre os sobreviventes do incêndio no centro de treinamento do Flamengo. Jhonny Emanuel, pai de Cauan, afirmou que o adolescente morava no Ninho do Urubu e que estava em um dos alojamentos no momento do ocorrido, nesta sexta-feira (8). De acordo com Jhonny, o filho "está bem e não corre risco de morte".

A família do jovem se prepara para viajar para o Rio de Janeiro na tarde desta sexta-feira. O pai do cearense disse ao G1 que o Rubro-Negro ligou de imediato para informar sobre a situação de Cauan, logo após o ocorrido. O jovem foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge.

- Ele é um dos três feridos. Graças a Deus, dos feridos, ele é o que está melhor. Bem estável. O Flamengo me ligou avisando o acidente - relatou, ainda abalado com a notícia.

Emanuel acrescentou que o filho está sendo acompanhado por um familiar, que está dando apoio para o filho no hospital.

- No momento eu não recebi mais informações dele. Ele está com a prima da mãe, minha esposa - completou.

Cauan Gomes é atacante e já atuou pelo Fortaleza, Estação F.C e Santa Cruz, todos na capital cearense. Emerson Loureiro, que é irmão do jogador Osvaldo, um dos empresários do atleta, disse que o cearense foi hospitalizado após inalar uma grande quantidade de fumaça durante o incêndio. Apesar do ocorrido, segundo Emerson, o jogador está consciente e estável.

Dez pessoas morreram durante a ocorrência registrada na madrugada desta sexta-feira no centro de treinamento do Flamengo. Além de Cauan, o goleiro Dyogo Alves, de 14 anos, é outro cearense entre os feridos no incêndio.

Goleiro ferido

O empresário Anderson Lima, da empresa Soccer Way, afirmou que representa o goleiro cearense Dyogo Alves. Ele afirmou que o jovem chegou ao Rio de Janeiro em janeiro de 2018 e, antes de ser negociado com o Flamengo, também foi sondado pelo Fluminense.

O empresário disse que Dyogo não sofreu queimaduras, mas foi hospitalizado após inalar fumaça. Anderson disse que o goleiro morava no CT do Flamengo e que não tinha familiares no Rio de Janeiro. O pai do atleta viajou para acompanhar o estado de saúde do filho. Familiares de Dyogo não falaram sobre o ocorrido.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar