Marinho posa com camisa de time chinês e festeja: "Fazer história"

A negociação gira em torno de R$ 17 milhões.

"Obrigado, papai do céu". Assim escreveu o empresário Jorge Machado ao postar a foto do atacante Marinho com a camisa do Changchun Yatai, da China. A negociação gira em torno de R$ 17 milhões, valores que serão divididos entre Vitória, clube que ele defendeu no último brasileiro, o Cruzeiro, que negociou parte dos direitos econômicos com o agente e a equipe de Salvador.


As primeiras palavras como jogador da nova equipe foram de agradecimento ao Vitória, onde apareceu com destaque na reta final do Campeonato Brasileiro de 2016, e também vontade de escrever o nome na história do futebol chinês. 


“Estou vivendo um grande momento em minha carreira e devo isso ao Vitória e ao seu torcedor, que me passaram confiança para crescer dentro e fora de campo. Agora vou trabalhar para manter isso no Changchun Yatai, que me apresentou um projeto muito interessante para os próximos anos. Quero fazer história no futebol chinês, com títulos e grandes atuações”, declarou Marinho através da assessoria de imprensa.

Na postagem, Jorge Machado diz que a transferência está oficializada e faz questão de agradecer aos presidentes dos time envolvidos pela conclusão do negócio. 


“Agora é Oficial. Obrigado a todas as pessoas envolvidas nesta negociação difícil e mal entendida por muitos. Obrigado à atual diretoria do Vitoria. Obrigado à torcida do Vitoria. Obrigado ao presidente do Cruzeiro e obrigado papai do céu. A verdade sempre vence. Parabéns”, postou o agente no Instagram.


O Cruzeiro era detentor de 30% dos direitos econômicos do atacante Marinho, após negociá-lo em definitivo com o Vitória, em junho do ano passado. Além do clube mineiro, os direitos do atleta são divididos entre o Vitória, que tem 50%, e o empresário Jorge Machado, com 20%. Entretanto, desde o ano passado, a Fifa proíbe a participação de empresários nos direitos econômicos de jogadores. 


O clube mineiro deve embolsar aproximadamente 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões) com a venda do atacante. O valor da venda é referente à multa rescisória do jogador com o Vitória, clube com quem tinha contrato. O Vitória deve receber R$ 8,5 milhões na transação. O tempo de duração do contrato de Marinho com o clube chinês ainda não foi divulgado.

Fonte: Com informações do globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com