Médicos recomendam que Neto não veja vídeos sobre o acidente

O jogador viu vídeos do acidente, mas parou por ordens médicas

Último a ser resgatado no acidente aéreo que deixou 71 mortos, entre eles 19 jogadores da Chapecoense, o jogador Neto tem demonstrado curiosidade em relação à tragédia da qual apenas ele e outras cinco pessoas sobreviveram. Ainda internado no Hospital San Vicente Fundación, o jogador assistiu a vídeos sobre o acidente e só parou por recomendação médica. O relato é do médico intensivista Edson Stakonski, que segue acompanhando o jogador na Colômbia e concedeu entrevista nesta quinta-feira.

A recuperação do jogador surpreendeu a equipe de médicos. Encontrado pelas equipes de resgate quando já se noticiava que não haviam mais sobreviventes, cerca de oito horas após a queda da aeronave, Neto era o que apresentava o quadro mais grave. Após deixar a UTI, ele será o último a retornar ao Brasil, nesta quinta-feira.

Jogador Neto retornará para o Brasil nesta quinta-feira
Jogador Neto retornará para o Brasil nesta quinta-feira

Stakonski não escondeu a satisfação em ver o sucesso das demais transferências (o jornalista Rafael Henzel e os jogadores Jackson Follmann e Alan Rushel já retornaram) e disse que a missão será cumprida com a volta do zagueiro. 

- A relação com todos está muito próxima. Com Neto muito maior porque ele foi o paciente mais crítico, então, ele e o Follmann (goleiro) foram os dois que precisei ficar muito próximo, muito junto. Só vou conseguir relaxar a hora que chegar em Chapecó, estiver no hospital lá e passo esse "bastão" (...) Nossa missão era virmos para a Colômbia e levar todos os sobreviventes que achássemos, se fosse um, 30 ou 50. Encontramos seis, dois não brasileiros (tripulantes), que avaliamos, e os quatro brasileiros estamos levando para casa. A missão está sendo cumprida - afirmou. 

Fonte: sportv.globo
logomarca do portal meionorte..com