Messi exige reforços ao Barça e pode ir para o Manchester City

Messi faz exigência ao Barcelona para não sair do clube

Barcelona perdeu Neymar para o PSG nesta janela de transferências e pode até perder o astro Lionel Messi, já que o Manchester City estaria disposto a pagar a multa rescisória de 300 milhões de euros (cerca de R$ 1,1 bilhão) para contratar o atacante argentino.


De acordo com informações do jornal espanhol "As", Messi está apenas esperando o Barça contratar reforços de peso para renovar o seu contrato com o clube até 2021 - o acordo já está apalavrado, mas o jogador faz essa exigência para, enfim, assinar o documento.

O clube catalão confirmou a contratação do volante brasileiro Paulinho, que estava no futebol chinês, mas o argentino espera que outros nomes de impacto desembarquem no clube nos próximos dias. Os esforços da diretoria estão em Ousmane Dembelé, atacante do Borussia Dortmund, e Philippe Coutinho, meia brasileiro do Liverpool. 

Lionel Messi (Crédito: AS/Reprodução)
Lionel Messi (Crédito: AS/Reprodução)

Partiu Inglaterra?

O "Canal + Francia” informou no último fim de semana que o Manchester City estaria disposto a pagar a multa rescisória de 300 milhões de euros (cerca de R$ 1,1 bilhão) para contratar Messi, que se tornaria o jogador mais caro da história do futebol. 

Dirigentes do time inglês já tinham feito uma investida para tentar contratar o maior craque do clube catalão no último mês de junho, quando ofereceu um salário de aproximadamente 187 mil euros por dia (aproximadamente R$ 800 mil por dia).

Naquela ocasião, segundo o "The Sun", a imprensa local havia cogitado a participação do New York City, clube da MLS (Major League Soccer, dos Estados Unidos) e parceiro do City na negociação. O clube norte-americano injetaria R$ 150 milhões, totalizando R$ 450 milhões para garantir que o Barcelona aceitasse.

O vice-presidente esportivo do Barcelona, Jordi Mestre, reconheceu que o astro argentino Lionel Messi ainda não assinou sua renovação de contrato até 2021 e afirmou que falta apenas combinar uma data para a assinatura. Lembrando que esse dirigente foi o mesmo que garantiu "aos 200%" que Neymar não deixaria o clube rumo ao PSG.


Fonte: iG