No Maracanã, Vasco vence Botafogo, que se irrita com arbitragem

O gol de Nenê saiu após dois lances polêmicos.

A partida entre Vasco e Botafogo, neste sábado, no Maracanã, caminhava para ser tranquila — pode-se dizer até “chata” — mas ferveu a partir da segunda metade da etapa final. O gol de Nenê saiu após dois lances polêmicos em dois minutos, e, após o apito final e a vitória Cruz-maltina por 1 a 0, atletas do Botafogo partiram para cima do árbitro Vinícius Araújo com fortes reclamações.

“Eu acho que se for para usar o critério é para usar para os dois lados. O lance do Madson com certeza foi bola na mão, e na áre”, reclamou Rodrigo Pimpão, envolvido na jogada imediatamente anterior ao gol decisivo da partida.

Com duas equipes predominantemente defensivas e sem muito brilho individual, o jogo foi equilibrado, decidido em detalhes. O lance decisivo partiu justamente do atleta mais talentoso em campo, o com maior capacidade de um lance diferente: Nenê, que, aos 23 minutos do segundo tempo, decidiu a partida e deu a vitória ao Vasco por 1 a 0.

A partida melhorou no segundo tempo, quando os dois times estavam mais concentrados e buscando mais o gol. Aos 22 minutos, a partida começou a ferver. Em jogada de Rodrigo Pimpão, a bola tocou no braço de Madson dentro da área. O árbitro deixou o jogo seguir. No lance seguinte, um minuto depois, Igor Rabello errou uma jogada e Nenê roubou a bola. Os atletas do Botafogo reclamaram, novamente, de toque, mas o lance continuou e o meia do Vasco marcou o gol da vitória. Após a partida, Nenê comemorou:

“A gente precisava acertar e compactar. No segundo tempo entramos com intensidade e atitude, graças a Deus fizemos o gol e conseguimos resultado importante”.

Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com