Preparador explica técnica que ajuda Diego Alves a pegar pênalti

O profissional utiliza um laser sobre superfície.

Uma das ferramentas usadas por Diego Alves, novo reforço do Flamengo, para ter bom desempenho nos pênaltis, é o treino de velocidade de reação desenvolvido pelo preparador Leandro Franco enquanto o goleiro defendia o Valencia. O profissional utiliza um laser sobre superfície, inspirado em testes de pilotos de Fórmula-1.

— Eu não abro mão do treinamento básico. Porém o laser é opção a mais de treino de velocidade. O goleiro visualiza e reage. Na sequência coloco bola, para fazer movimentos de jogo e tomar a decisão o mais rápido possível — explicou Franco, que trabalhou com o ex-jogador Roberto Carlos na Turquia e também trabalha com Gabriel Vasconcellos no Milan, Rafael Cabral no Napoli e já ajudou Alex Muralha.

A tecnologia custa R$ 20 mil e foi adaptada primeiramente com lanternas e agora com o laser. O preparador , que foi sondado pelo São Paulo, diz que o período de treinos pode acontecer em período diferente dos clubes.

— Eles me contratam para fazer um trabalho extra, um treinamento à parte. Não é por temporada, pode durar duas semanas, ou nas férias, ou como foi o caso desses atletas, me convidam para fazer um treinamento extra mesmo em atividade no clube. Na Europa treina muito em um período só — explica.

O profissional não chega ao Flamengo com o goleiro Diego Alves, apesar das críticas sobre o trabalho do preparador atual, Vitor Hugo. O diretor Rodrigo Caetano defendeu Vitor Hugo e negou a aquisição de novas peças para a comissão técnica.


— É o mesmo profissional que fez o Alex chegar à seleção. Se quando tem êxito a responsabilidade é compartilhada, quando não vai bem é igual. Se um dia entendermos que ele não entrega o que a gente deseja, avaliaremos, mas não é o caso, está longe — afirmou o dirigente, que se irritou quando a pergunta sobre o preparador pessoal foi dirigida ao goleiro Diego Alves.

Fato é que no Flamengo, Diego Alves chega com status de titular e vai barrar o jovem Thiago, deixando Alex Muralha como terceira opção no momento. Ambos ficam no clube até segunda ordem, já que Alves não poder atuar mais na Copa do Brasil.

Depois da temporada européia, o novo reforço manteve os treinos físicos com o preparador particular Leandro Franco, e está quase pronto para estreia. Ela depende da documentação de transferência, que não chegará a tempo do jogo de amanhã contra o Palmeiras. Assim, o novo reforço só deve ter condições de atuar sábado, diante do Coritiba, mas o primeiro jogo pode ser o Corinthians no dia 30 de julho.

Diego Alves foi apresentado como o nono reforço do clube para a temporada 2017. O goleiro pegador de pênalti assinou até o fim de 2020, depois de deixar o Valencia. Na Europa, tornou-se o recordista em defesas de penalidades, e o algoz de ninguém menos que Cristiano Ronaldo. Na apresentação, no entanto, jogou a fama para escanteio.

— Antes do pegador de pênalti tem o goleiro. Que tem que ser importante em muitas outras partes. Não sou o pegador de pênaltis Diego Alves, sou o goleiro — enfatizou.

Contra o português do Real Madrid, foram três cobranças defendidas em quatro batidas. Na Liga, pegou 25 das 53 penalidades cobradas, parando nomes como Griezmann, do Atlético de Madrid, e Messi. Defesas espetaculares em finalizações de Neymar e Suarez, do Barcelona, estão no currículo do atleta de 32 anos, que começa a treinar hoje no Ninho do Urubu não só para voltar à Seleção.

Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com