Romário analisa estreia do filho e bola raspando logo no 1º lance

Romarinho quase marca em estreia: "Ter a tranquilidade dele"

O relógio já marcava 40 minutos do segundo tempo. As câmeras da transmissão mostravam a ansiedade de Romário nas tribunas do estádio Orlando Scarpelli. Até que Milton Cruz chamou ele, seu filho, Romarinho, para entrar na partida que naquela altura já estava 1 a 0 para o Figueirense sobre o Criciúma. No primeiro toque na bola, eis que o filho do Baixinho quase faz o que seu pai sabia fazer muito bem. Por um capricho, a bola foi para fora, mas assustou o goleiro Luiz.

- Ali no lance tem que estar tranquilo, tento pegar essa tranquilidade do meu pai. Passou perto, na próxima vai entrar. Estou me adaptando muito fácil, é um excelente grupo, me sinto bem. Melhorar nos treinos, pois sei que posso começar jogando - disse Romarinho à NSC TV.

Ao fim do jogo, o Baixinho também falou sobre o desempenho do filho, mesmo que com apenas poucos minutos em campo.


- O jogo foi bom, Figueira saiu com a vitória no primeiro jogo. No primeiro toque o Romarinho quase teve a felicidade, foi o primeiro jogo, jogou alguns minutos e a tendência é que tenha mais oportunidades na equipe - relatou à Rádio Eldorado.

Romário também frisou sobre a retomada do futebol catarinense, que antes já chegou a ter quatro equipes na Série A do Brasileiro, mas que atualmente conta apenas com a Chapecoense entre os 20 melhores do país.

- O futebol de Santa Catarina tem crescido e evoluído, tanto que há dois ou três anos tinham quatro times na primeira divisão. Houve evolução, tecnicamente, até pelo jogo aqui, foi bem interessante. E se continuarem trazendo jogadores que representam seus clubes vão melhorar.


Fonte: Com informações do Globoesporte.com
logomarca do portal meionorte..com