'São Paulo achou que sempre ganharia tudo', dispara Muricy Ramalho

"O time se acomodou e agora precisa retomar", criticou.

Muricy Ramalho resolveu desabafar durante entrevista ao jornal "Estadão". Sem papas na língua, o ex-técnico do São Paulo comentou a fase difícil que o tricolor vive nesse ano de 2017. Após sua saída por causa da aposentadoria, o time passou por uma série de problemas. Ele conta que foi chamado para atuar como coordenador de futebol, mas descartou voltar como treinador.

 (Crédito:  Gabriela Biló/Estadão)
Muricy Ramalho (Crédito: Gabriela Biló/Estadão)


Como o São Paulo vai evitar o primeiro rebaixamento de sua história?

Não conseguir uma sequência de vitórias faz a diferença, mas vejo uma melhora na equipe. Dorival Junior conseguiu pontos importantes e o time está empenhado para sair desse momento. O São Paulo tem um plantel melhor do que os outros que estão brigando para não cair. Seria uma surpresa se um time com o plantel do São Paulo fosse rebaixado.

O que fez a temporada do São Paulo ser tão dramática?

O time mudou muito. Os jogadores que o Rogério (Ceni) tinha, alguns tiveram de ser vendidos, o treinador também mudou. Isso tudo prejudica muito até que o grupo consiga se estabelecer em uma nova filosofia de trabalho.

Como tem sido sua relação com a comissão técnica do São Paulo?

Expliquei ao (presidente) Leco e ao (diretor executivo de futebol) Vinicius Pinotti que não poderia assumir o cargo de coordenador de futebol, e que só poderia ajudar com palavras e com minha opinião, caso a comissão quisesse. Sou muito amigo do Dorival e sempre antes dos jogos conversamos, desejo boa sorte e força. Falei para ele que o treinador tem de ter tranquilidade e confiar no trabalho dos jogadores. Uma palavra amiga ajuda, passa confiança.

O São Paulo só conquistou um título de 2008 para cá (a Copa Sul-Americana, em 2012). O que aconteceu?

A boa fase de 2006 a 2008 fez o São Paulo achar que sempre iria ganhar tudo. Por isso, se acomodou. Isso acontece com os seres humanos. Aí, os adversários que sempre viam o São Paulo na frente não perdoaram. O time se acomodou e agora precisa retomar o que era naquele momento. O São Paulo saía na frente em tudo, nas contratações, na tecnologia, e agora a diretoria sabe que precisa retomar o crescimento. Tem de voltar a pensar em títulos mesmo e para isso tem de se organizar, pensar novas ideias, fazer bons negócios e voltar a ser o que era.



Fonte: Estadão/MSN
logomarca do portal meionorte..com