Sem Ronaldo, Portugal faz ‘milagre’ e termina em terceiro

Equipe venceu o México com gol de pênalti

O ‘prêmio de consolação’ da Copa das Confederações é de Portugal. E com um gostinho bem especial.  Em um jogo bem agitado na manhã deste domingo, a seleção portuguesa superou a ausência do astro Cristiano Ronaldo, buscou o empate aos 46 minutos do segundo tempo e venceu o México na prorrogação para ficar com o 3º lugar da competição.

O México tinha a vitória embaixo dos braços. Aos 8 minutos do segundo tempo, Chicharito teve espaço pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado. A bola até passou pelo atacante mexicano que fechava na primeira trave, mas passou também pelo goleiro Rui Patrício e acabou batendo no zagueiro Neto antes de morrer dentro das redes para um gol contra.

Foi apenas o segundo gol contra da competição – sendo que o primeiro saiu logo no jogo de abertura, entre Nova Zelândia e Rússia.

Portugueses ficaram em terceiro na Copa das Confederações (Crédito: Getty)
Portugueses ficaram em terceiro na Copa das Confederações (Crédito: Getty)

Os mexicanos até já comemoravam nas arquibancadas, mas, aos 46 minutos, Pepe estragou a festa. Depois de muito tentar, Quaresma conseguiu cruzar bem na área, e o zagueiro apareceu dando uma ‘voadora’ na bola para deixar tudo igual e levar a disputa para o tempo extra.

Na prorrogação, Portugal ainda exorcizou o ‘fantasma’ dos pênaltis para sair com a vitória. Aos 12 do primeiro tempo, Gelson Martins recebeu dentro da área e tentou driblar Layun. A bola pegou na mão do mexicano, que também derrubou o português. O juiz marcou o pênalti, e Adrien Silva não desperdiçou: goleiro de um lado, bola para o outro.

Foi o sexto pênalti batido por Portugal na Copa das Confederações e apenas o segundo convertido. O time luso foi eliminado na disputa de penalidades pelo Chile na semifinal perdendo as três cobranças que teve. Contra o México neste domingo, já havia perdido também um pênalti no tempo normal.

Fonte: Com informações da Espn
logomarca do portal meionorte..com