Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

TAM rompe contrato com a CBF após denúncias

A companhia não informou oficialmente o motivo da rescisão do contrato.

Compartilhe

A TAM decidiu romper o contrato de patrocínio com a seleção brasileira. A comunicação será feita pela empresa aérea nos próximos dias. A intenção da TAM é não ter mais a sua marca vinculada à confederação em 2013. A companhia não informou oficialmente o motivo da rescisão do contrato.


TAM rompe contrato com a CBF após denúncias

Quatro empresas de propriedade de um amigo do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira foram indicadas pela entidade como beneficiárias do contrato de patrocínio da seleção com a TAM.

Pelo documento, a confederação apontou as empresas do Grupo Águia, de propriedade de Wagner Abrahão, para receber o valor das cotas mensais do patrocínio.

Abrahão é amigo próximo de Teixeira. Viajou de jatinho com o ex-cartola para Miami pouco antes de sua renúncia, em março. Teixeira comandava a entidade na época em que o acordo foi assinado.

Segundo o contrato, a TAM paga US$ 7 milhões (R$ 14,1 mi) por ano à confederação para patrocinar a seleção brasileira. As cotas são mensais.

De acordo com um dos artigos do documento firmado entre as duas instituições, a CBF informa à TAM que o pagamento mensal poderá ser feito na conta de uma das quatro empresas do grupo de Abrahão e as lista.

São elas: a Pallas Operadora Turísticas Ltda, a Iron Tour Operadora Turística Ltda, a One Travel Turismo Ltda e a Top Service Turismo Ltda.

A TAM e a confederação acrescentaram uma cláusula de confidencialidade para manter o artigo em sigilo.

A rescisão unilateral não prevê multa. Pelo contrato, as duas partes pactuaram que a comunicação terá de ser "enviada por escrito com 180 dias de antecedência da entrada em vigor de cada novo ano de período do contrato, à outra parte, sem que haja qualquer tipo de penalidade e indenização devido a ela". O acordo vale até 2014, mas poderia ser renovado automaticamente por mais quatro anos após a Copa.

O próximo jogo da seleção será o amistoso contra a Colômbia, no dia 14, nos EUA. Nesta viagem, a empresa ainda deverá transportar o time de Mano Menezes.

Em 2011, quando Teixeira integrava o Comitê-Executivo da Fifa, o Grupo Águia, de Abrahão, e a Traffic ganharam o direito da venda de pacotes de turismo oficiais para a Copa do Mundo. Pelo acordo, as empresas poderão negociar 100 mil "pacotes de hospitalidade" da Fifa.

Em 2001, a CPI do Futebol investigou a agência SBTR, cujo dono era Abrahão. Segundo a CPI, a SBTR praticava tabela com tarifas cheias, sem desconto, em viagens da seleção pagas pela CBF.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar