Torcedor preso por homofobia em estádio vai responder na Justiça

Ele é acusado de entoar cânticos e comentários ofensivos.

Um dos dois homens presos por homofobia no jogo entre Leicester e Brighton vai responder na Justiça por "cantar indecentemente" na partida do Campeonato Inglês. A polícia de Leicestershire informou nesta segunda-feira que Jason Holmes, de 44 anos, foi enquadrado na seção 3 da Lei de Ofensas do Futebol.

Preso durante o duelo entre as equipes, no estádio do Brighton, o torcedor é esperado para a primeira audiência na Corte de Magistrados da cidade na quinta-feira. Ele é acusado de entoar cânticos e comentários ofensivos à comunidade LGBT durante a vitória de seu time por 2 a 0 sobre o clube da casa.

Outro torcedor, de 21 anos, que havia sido detido junto a Holmes, foi liberado com uma advertência que condiciona a sua liberdade. Ele era suspeito de fazer gestos obscenos de caráter homofóbico para os fãs do Brighton — uma cidade reconhecida por acolher a diversidade de gênero no Reino Unido.


As duas equipes condenaram a atitude do que chamaram de "minoria" dos torcedores. O Leicester se disse "desapontado" com a postura de seus apoiadores.

Um torcedor contou à "BBC Radio Leicester" que ficou apreensivo ao notar que apoiadores do Leicester entoavam cânticos homofóbicos em direção à torcida do Brighton. Chris Whiting destacou que se sentiu inseguro, e não bem-vindo, no estádio de seu próprio time.

"Nos últimos 20 minutos, eles começaram a cantar em direção aos fãs do Brighton e depois ficou mais sujo, com gritos mais isolados. Estes foram mais maliciosos", frisou.

Três pessoas ainda foram retiradas do estádio por comportamento desordeiro, segundo a polícia — dois torcedores do Brighton e um do Leicester.

Fonte: Com informações do Extra