Torcida do Vasco promete pressão em semana decisiva para elenco

Os dirigentes temem também pela segurança do atletas.

A última semana de trabalho do Vasco em 2016 promete ser tensa. A principal causa para o clima é a incerteza sobre o retorno do Cruz-maltino à elite nacional. De olho nessa pressão sobre o elenco e a diretoria, os dirigentes não definiram onde será a partida contra o Ceará, sábado, às 17h30, com a equipe precisando vencer — sem depender de outros resultados — para retornar à Série A. Os cartolas estão em dúvida entre São Januário ou no Maracanã. Membros do alto escalação do clube defendem a transferência para o Maracanã de olho num maior número de torcedores. O alto custo para atuar no estádio, entretanto, pode pesar contra.

“O presidente (Eurico Miranda) já havia sinalizado sobre essa possibilidade e sabe o quanto vai ser importante a presença do nosso torcedor”, disse o técnico Jorginho, após a derrota para o Criciúma, no último sábado.

Os dirigentes temem também pela segurança do atletas e da diretoria em São Januário, caso o Vasco não consiga o acesso. Neste ano, cartolas já se desentenderam com torcedores. Na noite de sábado, cruz-maltinos receberam a delegação, que vinha de Santa Catarina, no Aeroporto do Galeão. A promessa dos que estiveram presentes é de “pressão” durante a semana e cobranças, mesmo que o acesso seja alcançado.

“É até difícil pedir algo ao torcedor nesta situação, mas, neste momento, precisamos muito dele. Preciso frisar que não fugi do pau, da responsabilidade. Tive duas propostas, tenho um compromisso com o Vasco de subir”, desabafou o técnico vascaíno.


Fonte: Com informações do Extra
logomarca do portal meionorte..com