Valderrama relembra cena em campo: "obrigado por apalmar meus ovos"

Valderrama relembrou o lance em uma campanha da revista

Quem acompanha o futebol espanhol desde a década de 90 vai se lembrar de uma cena insólita envolvendo o meio-campista Valderrama, do Valladolid , e Míchel, do Real Madrid. Já no segundo tempo, pouco antes de uma cobrança de escanteio, o jogador espanhol simplesmente apalpou o orgão genital do colombiano, que ficou sem reação no momento.

Hoje, quase 30 anos depois, Valderrama relembrou o lance em uma campanha da revista "Líbero" de combate ao câncer de testículos . "Durante minha carreira vivi muitos momentos importantes, mas esse me marcou. Fiquei espantado na hora, mas não senti dor. Se eu tivesse sentido dor, deveria ter procurado o médico, porque poderia ser um câncer de testículo e eu poderia ter detectado a tempo", disse.

E o ex-jogador cabeludo completou agradecendo ao adversário. "É por isso que te agradeço, querido amigo Míchel. Obrigado por apalpar meus ovos naquele momento". No vídeo, o colombiano explica como fazer o autoexame nos testículos.

Lembrando que o mês de novembro é famoso pelo "Novembro Azul", ação de conscientização realizada por diversas entidades dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para cuidados a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.


 A carreira do colombiano

Carlos Alberto Valderrama Palacio, ou apenas Valderrama, é o excêntrico ex-jogador colombiano que brilhou nas décadas de 80 e 90. Dificilmente uma pessoa que goste de futebol não tenha ouvido falar do meio-campista bom de bola e que tinha a vasta cabeleira loira estilo black power como sua principal marca. Além, claro, de encantar nos gramados com seu jogo técnico e bastante habilidoso.

Mas um dos maiores ídolos do futebol colombiano tem poucos títulos no currículo. A rigor, ele foi campeão apenas três vezes na carreira: uma Copa da França pelo Montpellier, em 1990, e dois Campeonatos Colombianos, em 1993 e 1995, ambos vestindo a camisa do Junior de Barranquilla. Pela seleção nacional, as melhores performances foram em 1987, 1991, 1993 e 1995, com o terceiro lugar na Copa América de cada edição.

Valderrama jogou por 10 clubes na carreira, iniciando sua trajetória no modesto Unión Magdalena, da  Colômbia . No seu país, "El Pibe", como era chamado, também atuou por Millonarios, Deportivo Cali, Independiente Medellin e Junior de Barranquilla. No exterior, teve passagens por Montpellier (França), Valladolid (Espanha), Tampa Bay Mutiny (EUA), Miami Fusion (EUA) e Colorado Rapids (EUA), este último onde encerrou a carreira, em 2004.



Fonte: ig
logomarca do portal meionorte..com