Vasco perde para a Chape e continua sem vencer fora de casa

O Vasco ainda tenta se acertar.

Na sétima rodada do Brasileiro, já no meio do mês de junho, o Vasco ainda tenta se acertar. Com uma dupla de zaga ainda desentrosada e uma formação diferente, o time mais uma vez não conseguiu vencer fora de casa, ontem. O algoz desta vez foi a Chapecoense, que bateu o Cruz-Maltino por 2 a 1 na Arena Condá.

Alan Cardoso foi um retrato do Vasco no primeiro tempo: nervoso e inconsequente, o meia quase pediu para ser expulso, mas foi substituído por Milton Mendes antes disso e deixou o campo visivelmente irado. A equipe, assim como ele, demorava a encontrar a melhor forma de jogar. A escalação inusitada, com Nenê de falso 9, já que Luis Fabiano havia sido poupado, pode ter contribuído.


E foi nesse meio tempo que saiu o gol da Chapecoense. Aos 28 minutos do primeiro tempo, após cobrança de escanteio, Paulão deu espaço na marcação, e Andrei Girotto subiu para abrir o placar de cabeça. O time catarinense imediatamente recuou. Foi quando os vascaínos tomaram o controle do jogo, passaram a ter a posse de bola e, finalmente, empataram aos 40. O gol foi praticamente idêntico ao primeiro: após cobrança de escanteio de Nenê, quem subiu para marcar foi o volante Jean.

Na etapa final, a Chapecoense conseguiu voltar a se impor e, demonstrando mais qualidade que o adversário com a bola nos pés, passou a jogar melhor. A maior demonstração de categoria da equipe de Vagner Mancini foi justamente o gol da vitória, marcado por Arthur, num chutaço de fora da área aos 16 do segundo tempo. Depois disso, a partida ficou equilibrada, mas a Chape criou mais perigo e obrigou o goleiro Martín Silva a fazer várias ótimas defesas, evitando um placar ainda pior para o Vasco.

A derrota deixou o time com nove pontos, na décima segunda posição do Brasileiro. O próximo compromisso será sábado, às 19h, contra o Avaí, em São Januário.

Fonte: Com informações do Jornal Extra