Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Prefeito de Parnarama atrasa mais uma vez a ajuda de custo aos pacientes renais

Prefeito de Parnarama atrasa mais uma vez a ajuda de custo aos pacientes renais
Meios de deslocamentos do TFD | Arquivo Internet
Compartilhe

Os pacientes renais de Parnarama procuraram este blog para reclamarem do atraso da ajuda de custo referente ao TFD ? Tratamento Fora de Domicílio, o citado tratamento refere-se ao deslocamento de usuários do Sistema Único de Saúde ? SUS para tratamento fora do município de residência.

De acordo com a senhora Neuma dos Santos a mesma está com três meses de atraso, e disse ainda que os funcionários da Secretaria de Saúde comunicaram a ela que já teria feito a transferência, mas segundo ela só se foi feito para a conta bancária de outra pessoa porque a dela está com três meses que não recebe, sem contar que já fizeram ela se deslocar até o município de Passagem Franca onde a mesma tem a conta corrente dizendo a ela que sua conta bloqueada.

Outra paciente insatisfeita é a senhora Francilene Lima, segundo ela a desorganização da Secretaria de Saúde é visível, pois a mesma trata a gente de forma diferenciada, pois ela disse que a secretaria paga a ajuda de custo para uns e outros não, disse ainda que outro paciente chamado senhor Luís já recebeu o seu pagamento, porque fez sua reclamação e disse ainda que não sairia da secretaria enquanto os mesmos não fizessem seu pagamento, a senhora Francilene finalizou sua reclamação dizendo que não precisamos fazer isso, porque somos pacientes renais crônicos e a lei nos assegura essa ajuda de custo.

De acordo com a Portaria do Ministério da Saúde SAS/GM n.º 55, de 24 de setembro de 1999, o TFD poderá ser autorizado nas seguintes condições:

Para pacientes atendidos na rede pública, ambulatorial e hospitalar, conveniada ou contratada do SUS; Quando esgotados todos os meios de tratamento dentro do município; Somente para municípios referência com distância superior a 50 Km do município de destino em deslocamento por transporte terrestre ou fluvial, e 200 milhas por transporte aéreo; Apenas quando estiver garantido o atendimento no município de referencia/destino, através do aprazamento pela Central de marcação de Consultas e Exames especializados e pela Central de Disponibilidade de Leitos (horário e datas definidos previamente) com exames completos, no caso de cirurgias eletivas e com a referência dos pacientes de TFD explicitada na Programação Pactuada Integrada ? PPI de cada município e na programação Anual do Município/Estado.

O Art. 11 da Portaria SAS nº 55/1999, inclui na tabela SIS/SUS, o valores a serem pagos a título de TFD, conforme tabela a seguir:

Código Descrição Valor (em R$)

423-5 Unidade de remuneração para transporte aéreo a cada 200 milhas por paciente/acompanhante 100,00

425-1 Unidade de remuneração para transporte terrestre a cada 50Km de distância por paciente/acompanhante 3,00

427-8 Unidade de remuneração para transporte fluvial cada 50 Km de distância por paciente/acompanhante 2,00

428-6 Ajuda de custo para alimentação de paciente e acompanhante quando não ocorrer pernoite fora do domicílio. 10,00

429-4 Ajuda de custo para diária completa (alimentação e pernoite) de paciente e acompanhante 30,00

437-5 Ajuda de custo para alimentação de paciente sem

acompanhante quando não ocorrer o pernoite fora do domicílio 5,00

441-3 Ajuda de custo para diária completa (alimentação e pernoite) de paciente sem acompanhante

15,00

A readequação dos recursos destinados ao Programa de TFD utilizou a base populacional e seguiu a combinação de indicadores: epidemiológicos, socio-econômicos (IGDS) físicos (sistância em Km), assistenciais (cobertura por macrorregião dos serviços de TRS, quimioterapia e radioterapia e demais procedimentos de alta complexidade) e de financiamento (Fundo de Participação Municipal/PIB Municipal); assim, os municípios têm alocado recursos variáveis nos seus Tetos Financeiros.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar