Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Acusado de participar da morte de Liana e Felipe vai a júri popular

Acusado de participar da morte de Liana e Felipe vai a júri popular

Acusado de participar da morte de Liana e Felipe vai a júri popular
Acusado de participar da morte de Liana e Felipe vai a júri popular | Divulgação
Compartilhe

Um dos acusados de envolvimento no assassinato do casal de namorados Liana Friedenbach, 16, e Felipe Caff?, 19, em 2003, ser? levado a j?ri popular nesta quarta-feira em Embu-Gua?u, na Grande S?o Paulo.

O julgamento de Paulo C?sar da Silva Marques, o Pernambuco, ser? realizado no plen?rio da C?mara dos Vereadores, com previs?o para durar dois dias, segundo o TJ (Tribunal de Justi?a).

Os namorados foram rendidos enquanto acampavam em Embu-Gua?u. Os estudantes mentiram sobre a viagem para os pais Liana havia dito que iria para Ilhabela (litoral de S?o Paulo), com um grupo de jovens da comunidade israelita. A fam?lia de Felipe disse que sabia que o rapaz iria acampar, mas acreditava que ele estaria com amigos.

No dia 2 de novembro, um dia ap?s o casal ser abordado pelos criminosos, Felipe foi assassinado com um tiro na nuca. Ele estava em uma ?rea de mata fechada, com um dos acusados presos Pernambuco, enquanto Liana estava com um jovem, que na ?poca tinha 16 anos. A menina foi morta pelo adolescente a facadas, no dia 5 do mesmo m?s.

Os tr?s primeiros r?us do caso foram condenados pelo crime no dia 20 de julho do ano passado Agnaldo Pires foi condenado a 47 anos e tr?s meses de pris?o por estupro; Ant?nio Matias de Barros foi condenado a seis anos de reclus?o e um ano, nove meses e 15 dias de deten??o por seq?estro, porte de arma e favorecimento pessoal; e Ant?nio Caetano da Silva pegou 124 anos por ter auxiliado no seq?estro e estuprado Liana. Conforme a legisla??o, no entanto, o condenado fica, no m?ximo, 30 anos na pris?o.

Na ?poca, Pernambuco recorreu da senten?a de pron?ncia e teve o julgado adiado. Ele responde pelos crimes de homic?dio, seq?estro e c?rcere privado e estupro.

O rapaz que na ?poca do crime era menor de idade est? em uma unidade de sa?de da Funda??o Casa desde o dia 3 de maio passado, conforme determina??o do Departamento de Execu?es da Inf?ncia e da Juventude do TJ.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar