Acusado de pedofilia chega ao tribunal com boneca e diz ser menina

Ele foi preso após pessoas de uma igreja verem o ataque

Um homem em Kent, na Inglaterra, indiciado por pedofilia após agarrar e forçar uma criança a beijá-lo em frente a sua mãe, compareceu recentemente ao tribunal e afirmou ser uma garotinha de cinco anos.

Jorven Seren foi preso pela polícia após pessoas de uma igreja verem o ataque. Após a denuncia, autoridades encontraram mais de 460 imagens ligados a pornografia infantil em seu celular e computador, que, segundo o homem, teria sido baixados por uma terceira pessoa.

No tribunal, Seren pediu para ser referido com mulher e segurou uma boneca nos braços. "Isso é totalmente inapropriado", declarou o juiz responsável pelo caso. O júri concluiu que Jorven sofre de transtornos de personalidade e o condenou a 15 meses de prisão.

"Eu sei que será difícil servir a sentença de custódia, mas eu tenho o dever de proteger o público e, especialmente, as crianças", finalizou o juiz.


Image title

Image title

Fonte: Com informações da UOL