Águas de Teresina faz obra para substituir rede coletora de esgoto

O novo coletor parte da rua das Orquídeas com a avenida João XXIII

A Águas de Teresina iniciou obra de melhoria no sistema de esgotamento sanitário. A empresa trabalha na substituição de coletor tronco na zona Leste da capital. Com aproximadamente 600 metros de extensão, o equipamento é responsável por receber esgoto e o conduzir à Estação Elevatória de Esgoto - EEE Riverside.

O novo coletor parte da rua das Orquídeas com a avenida João XXIII, segue pelas ruas Orquídeas e Tulipas até chegar ao poço de visita localizado na avenida Raul Lopes, próximo à Estação Elevatória de Esgoto Riverside (EEE). Não será necessária a interdição de vias para viabilizar a execução da obra.

“Logo que assumimos e tivemos conhecimento da situação, realizamos intervenções pontuais de reparo para prevenir problemas relativos a extravasamento de esgoto. Paralelo a isso, elaboramos um projeto para providenciar a substituição do coletor, dando assim uma solução definitiva. É uma obra importante porque confere segurança operacional ao sistema”, diz Cláudio Guilherme, gerente de operações.

A Estação Elevatória de Esgoto Riverside, que receberá o esgoto do coletor tronco em obras, também está passando por melhorias estruturais com a substituição da laje piso, troca dos conjuntos moto-bomba, adequação elétrica dos painéis de comando e gerador, além de urbanização da área.

Outras unidades que integram o sistema de esgotamento sanitário também já passaram por ampliação e modernização, a exemplo das demais EEEs e Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs). As unidades receberam adequações como reativação de geradores e instalação de equipamentos reserva.

A meta contratual prevê que, até o terceiro ano, o índice de atendimento saia de 19,12% para 30,5%. Em até 5 anos, serão 472 mil pessoas beneficiadas e uma capacidade de tratamento superior a 800 l/s. Para esse período está prevista a implantação de 848 km de redes coletoras e ampliação de coletor tronco e interceptores para evitar que esgotos desaguem em áreas de proteção.

A Águas de Teresina assumiu os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital do Piauí no dia 7 de julho deste ano. Com investimentos de R$ 1,7 bilhão - sendo R$ 650 milhões nos primeiros cinco anos -, a empresa irá trabalhar para melhorar a qualidade de vida dos teresinenses.

O maior investimento será no setor de esgotamento sanitário, com aplicação de 80% dos recursos previstos com o objetivo de colocar Teresina em um ranking positivo. A meta contratual prevê a ampliação da rede de esgoto de forma gradativa, chegando a 90% até o final do 16º ano.




Fonte: Com informações da Ascom
logomarca do portal meionorte..com