Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Alunas são internadas após comerem brigadeiro com maconha

Polícia Militar suspeita que havia maconha no doce

Alunas são internadas após comerem brigadeiro com maconha
Polícia Militar suspeita que havia maconha no doce | Divulgação/Polícia Militar
Compartilhe
Google Whatsapp

Três alunas com idades entre 16 e 17 anos, da Escola Estadual Assis Chateaubriand, localizada no bairro Boa Vista, na Região Leste de Belo Horizonte, passaram mal após comer brigadeiros entregues por um homem de 26 anos. A informação é da Polícia Militar (PM), que suspeita que havia maconha no doce.

Ainda de acordo com a polícia, o entregador deixou o pote com os doces com um funcionário da escola e indicou que ele deveria repassar a encomenda a uma das alunas. A aluna teria recebido os doces e dividido com outros colegas.

Duas meninas passaram mal logo após a ingestão do brigadeiro, ainda no colégio, e foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Leste. Uma terceira menina, suspeita de encomendar os doces, sentiu-se mal um pouco depois, e também recebeu atendimento no centro de saúde.

A polícia suspeita que o homem de 26 anos preparou o doce a pedido de uma das jovens, que teria confirmado em áudio de whatsapp que comeu o doce e repassou a colegas de sala. Conforme explicaram os militares, durante as diligências de apuração do caso, "presumiu-se ser maconha a substância entorpecente colocada no brigadeiro".


Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Educação confirmou o mal estar das alunas após comer o doce entregue a uma das jovens e informou que outras três estudantes também ingeriram o brigadeiro mas não tiveram nenhuma reação. Ainda de acordo com o pronunciamento, a diretoria tomou as providências necessários e os responsáveis pelas alunas envolvidas foram acionados.

Segundo a secretaria, as duas adolescentes que passaram mal foram encaminhadas para atendimento médico na UPA da região, e "a suspeita inicial é de que alguma substância presente no doce possa ter causado essa reação".

A nota informa também que a "vasilha com brigadeiros foi entregue na escola, direcionada nominalmente para uma aluna, que acabou dividindo os doces com as colegas. O caso está sendo apurado pela Polícia. O diretor também já está em contato com a inspetora da escola, para acompanhamento".

A Secretaria Municipal de Saúde disse que não informa estado de saúde de crianças e adolescentes. Mas a Secretaria Estadual de Educação informou que as jovens ainda seguem em observação no centro de saúde.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto