Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Amazon venderá itens de supermercados por assinatura no Brasil

O movimento intensifica a competição na venda on-line no segmento de supermercados após o início da pandemia

Compartilhe

A Amazon anunciou nesta terça-feira (7) o lançamento no Brasil de um programa de compra recorrente de itens de supermercados, como alimentos, higiene, limpeza e bebidas. As informações são do Yahoo.

O movimento intensifica a competição na venda on-line no segmento de supermercados após o início da pandemia no país. Desde o começo do isolamento social, houve um aumento no volume desses produtos à venda nos sites de empresas como Magazine Luiza e B2W (Americanas.com, Submarino), rivais diretas da Amazon.

Amazon vai vender itens de supermercado pela internet - Foto: Reprodução

O cliente pode se cadastrar a partir de hoje no site da empresa, na aba “Programe e Poupe”, e receber desconto de 10% nos pedidos dos itens que fazem parte do programa de assinatura. A primeira entrega é paga. Há frete grátis a partir da segunda entrega.

O consumidor agenda as entregas, em intervalos que podem ser mensais a semestrais, e a Amazon faz os envios automaticamente. O programa lançado inclui produtos de empresas como L’Oreal, Nestlé, Procter & Gamble e Reckitt Benckiser, entre outras.

Clientes inscritos no programa Amazon Prime não pagam o frete da primeira entrega e podem ter descontos de até 15% em itens selecionados para bebês e crianças. No comunicado ao mercado, a empresa não informa se há impacto na rentabilidade dessas categorias com a iniciativa e como isso seria absorvido — se os custos comerciais serão divididos junto à indústria fornecedora ou absorvidos pela Amazon.

Produtos desses segmentos têm margens de lucro baixas, inferiores a de outros itens como eletrônicos e eletrodomésticos. Operações de comércio eletrônico no país ainda exigem altos investimentos e a maioria opera no prejuízo, segundo consultores da área. A Amazon não informa os seus números no Brasil.

No país, há alguns sites de venda de itens de supermercados, como o Shopper, que já oferecem esse sistema de compra e entrega, mas com frete grátis acima de determinado valor.

Desde 2019, a Amazon acelerou o anúncio de ações no país, como o lançamento do Amazon Prime e a venda por shopping virtual (“marketplace”) de novas categorias de produtos, mas o Brasil tem importância pequena dentro do portfólio global do grupo americano.

Neste ano, o Magazine Luiza aumentou o número de empresas que vendem itens de supermercado em seu site e aplicativo e tornou a área um dos focos da operação. A B2W, dona da Americanas.com e do Submarino, comprou nesse ano a Supermercados Now, plataforma de venda e entrega de mercadorias de varejistas parceiras da empresa.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar