Após campanha polêmica, ministro anuncia retirada de propaganda

'Gente boa também mata', era o slogan da campanha.

Nesta quarta-feira (04/01), o ministro dos transportes, Maurício Quintella Lessa, procurou o futuro líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli e afirmou que vai tirar do ar a polêmica campanha sobre segurança no trânsito intitulada ‘Gente boa também mata’.

Em entrevista, o ministro confirmou a decisão de retirar todos os cartazes mais polêmicos das ruas. Ele acrescentou ainda que já na próxima semana irão circular novas fases mais leves da propaganda na televisão na tentativa de não chocar a população. No telefonema a Tripoli, o ministro Quintella admitiu que foi uma propaganda infeliz e chegou a pedir desculpas a Tripoli.

O deputado tucano havia encaminhado ao governo um ofício pedindo que a propaganda fosse retirada e nesta terça (3) havia ligado para o ministério, mas não conseguiu falar com Quintella.

"Foi a melhor solução. Insistir no erro teria sido pior. Foi importante o governo reconhecer seu erro", disse Tripoli.

O ministro Quintella ressaltou que essa campanha foi comandada pela Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom). Ele afirmou, ainda, que a equipe de marketing que produziu a peça reconheceu problemas na campanha e, em uma reunião nesta terça (3), foi definida a mudança de rumo da propaganda.

"De forma isolada, algumas peças produziram mensagem equivocada, e isso acabou gerando a polêmica. Foi feito um mea culpa dentro do governo e está sendo recolhida toda essa parte mais polêmica da propaganda. Numa campanha de publicidade, tudo o que é preciso explicar já não é bom, mas há uma linha de publicitários que defende esse tipo de polêmica para chamar atenção para o fato", disse o ministro.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1