Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Barreira sanitária gera grande congestionamento na Ponte da Amizade

O objetivo das barreiras é fazer o controle do estado de saúde das pessoas que entram na capital

Compartilhe

A barreira sanitária montada pela Prefeitura de Teresina, na manhã desta quarta-feira (20), na Ponte da Amizade,  para impedir a passagem dos moradores de Timon (MA), com sintomas de infecção pelo  coronavírus na capital, provocou longos congestionamentos e aglomeração de motociclistas.  Os congestionamentos ocorrem tanto no lado de Timon quanto de Teresina.

O cobrador de ônibus Luiz André, que mora em Timon e trabalha em Teresina, disse que foi impedido de entrar na capital piauiense apesar de trabalhar em uma atividade essencial porque não se cadastrar no aplicativo da Prefeitura Municipal teresinense já que sua profissão não constava como opção.  "Eu não consegui trabalhar, o que é um risco porque as empresas de ônibus estão demitindo seus empregados ", afirmou Luiz André.

O objetivo das barreiras é fazer o controle do estado de saúde das pessoas que entram na capital.  A barreira, que está montada por tempo indeterminado, acontece nos turnos da manhã, tarde e noite. O trabalho envolve agentes da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) e da Guarda Municipal. 


A ação está orientando as pessoas que transitam entre as duas cidades sobre o novo coronavírus, além de ajudar a identificar e encaminhar possíveis casos da doença à rede de atendimento de saúde. As barreiras sanitárias estão montadas na Ponte Metálica, na Ponte da Amizade e na Ponte Nova. Além de sinalizar as vias próximas às pontes, a STRANS está coordenando a saída e entrada dos veículos durante a abordagem, priorizando as recomendações da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Barreiras sanitárias terão ampliação de equipes para agilizar trânsito

Os órgãos que atuam nas três barreiras sanitárias nas pontes que ligam Teresina e Timon definiram reforço nas equipes de trabalho com o intuito de dinamizar a fiscalização. As definições ocorreram em reunião entre representantes da Semcaspi – Secretaria Municipal da Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Vigilância Sanitária, Strans, Guarda Municipal e Fundação Municipal de Saúde. As equipes fizeram as primeiras avaliações do trabalho.

A instalação das barreiras sanitárias entre as duas cidades foi uma medida tomada pelo poder público como forma de conter a disseminação do novo coronavírus na capital. No Estado vizinho já são 14.198 casos confirmados da doença, com 604 óbitos, segundo boletim do Ministério da Saúde.

O Secretário Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, explicou que o encontro buscou avaliar a participação de cada órgão nas barreiras ocorridas nos últimos dias e a intensificação dos trabalhos das equipes para que todos os veículos sejam fiscalizados, independente do congestionamento que possa ocorrer. “Definimos que todos os órgãos vão dobrar os seus efetivos para que as fiscalizações ocorram na sua totalidade e também maior agilidade”, disse o secretário.

Pelo novo decreto, todas as pessoas que pretendam ingressar no município de Teresina, a partir de agora, deverão apresentar, perante as autoridades de fiscalização presentes nas barreiras sanitárias, documentos de identificação pessoal, documento de habilitação do condutor e comprovante de endereço residencial, assim como documentos referentes ao veículo, como Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. Além disso, é necessária a comprovação da necessidade de trafegar entre os dois municípios, seja por motivos de saúde, trabalho, ou qualquer outro. Está permitido o tráfego para servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que atuem em serviços essenciais que morem no Maranhão e trabalhem em Teresina. Alguns casos de atendimentos de saúde também serão permitidos, além de outros casos especificados no decreto.

As pessoas que se enquadrem nos critérios do decreto e que necessitem de acesso frequente ao município de Teresina, poderão se cadastrar em site público (http://barreiracovid19.fms.pmt.pi.gov.br) para obter documento digital comprobatório a ser apresentado sempre que passar no controle das barreiras.

As barreiras sanitárias estão montadas nas proximidades das três pontes que ligam Teresina a Timon desde o mês passado. Elas são necessárias para controlar a entrada de pessoas em Teresina e monitorar o estado de saúde delas. Desde o início, está sendo medida a temperatura corporal de quem trafega entre as duas cidades.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar