Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

BB abre inscrições para premiação de tecnologias sociais

Serão 700 mil reais em prêmios para os três finalistas de cada categoria. Prazo se encerra em abril

Compartilhe
Google Whatsapp

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, considerado um dos principais do terceiro setor no País, chegou a sua décima edição em cerimônia de lançamento realizada nesta segunda-feira (25), em Brasília.  As inscrições da premiação estarão abertas até o dia 21 de abril de 2019. Podem participar entidades sem fins lucrativos, como instituições de ensino e de pesquisa, fundações, cooperativas, organizações da sociedade civil e órgãos governamentais de direito público ou privado, legalmente constituídas no Brasil ou nos demais países da América Latina ou do Caribe.

Nesta edição, o Prêmio terá quatro categorias nacionais: "Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital”; “Educação”; “Geração de Renda e Meio Ambiente”.  O primeiro, segundo e terceiro lugar de cada uma das categorias serão premiados com R$ 50 mil, 30 mil e 20 mil respectivamente. Todas as instituições finalistas irão receber um troféu e um vídeo retratando sua iniciativa. Além disso, as tecnologias sociais que promovem a igualdade de gênero e o protagonismo e empoderamento da juventude receberão um bônus de 5% na pontuação total obtida na classificação.

Assim como na última edição do prêmio, em 2017, também está prevista a categoria “Internacional”, destinada a iniciativas da América Latina e do Caribe, onde serão identificadas tecnologias sociais que possam ser reaplicadas no Brasil e que constituam efetivas soluções para questões relativas a “Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital”; “Geração de Renda”; “Educação” e “Meio Ambiente.” Da mesma forma, nesta categoria, as instituições finalistas receberão um troféu e um vídeo retratando a sua iniciativa.

As novidades desta edição são as  três premiações especiais: “Mulheres na Agroecologia”, que visa identificar tecnologias sociais que promovam o protagonismo feminino na gestão da produção agroecológica; “Gestão Comunitária e Algodão Agroecológico”, destinada para identificar tecnologias sociais de modelos de gestão/governança de organizações e comunidades na produção do algodão agroecológico e “Primeira Infância”, que busca identificar tecnologias sociais que promovam ações que abordem as dimensões do desenvolvimento infantil (linguagem, cognitivo, motricidade e socioafetividade), o fortalecimento de vínculos familiares e o exercício da parentalidade.  Nestas premiações especiais também serão classificadas três finalistas, com as mesmas regras das categorias nacionais. As vencedoras serão conhecidas na premiação, prevista para outubro. Todas as categorias são relacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Nesta edição, o concurso conta com a parceria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto C&A, Ativos S/A e BB Tecnologia e Serviços, além do apoio da Representação da Unesco no Brasil, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Ministério da Cidadania e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Para o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares (Pepe) o prêmio se consolida em sua décima edição como referência nacional em tecnologia social. “Nosso banco de tecnologias contempla várias áreas. É uma plataforma que reúne inovações, e as tecnologias sociais representam isso: efetiva  transformação social na vida das pessoas”, diz.

Para o gerente de Desenvolvimento Institucional e Redes do Instituto C&A, Fábio Almeida, o Prêmio é de grande relevância e protagonismo para o terceiro setor.. “Trata-se do fortalecimento de comunidades com um trabalho realizado de forma coletiva”, afirmou.

Segundo o diretor de Tecnologia e Serviços do BB Tecnologia e Serviços, Marcelo Cavalcante de Oliveira Lima, a atitude é relevante para identificar novas tecnologias sociais e mudar de maneira significativa a vida das pessoas menos assistidas do Brasil. “A melhoria da qualidade de vida de quem mais precisa vem pelo desenvolvimento social e pela conexão das pessoas”, defendeu.

O diretor da Ativos S.A, Júlio César Ferreira de Lima, destacou a importância das parcerias para construir um país melhor. “O apoio vem do propósito de resgatar a autonomia financeira das pessoas”, afirmou.

O Ministro da Cidadania Osmar Terra reforçou que projetos como este podem mudar a realidade do país que é tão desigual. “Mudar a realidade só é possível com a participação da sociedade e de instituições que tenham o mesmo interesse. O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social é um estímulo que trará projetos interessantes ao governo federal”, completou.

  


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×